Vendas Online: 6 melhores dicas para atrair clientes e ter sucesso

Conheça algumas estratégias que podem melhorar suas vendas online e ajudar seu ecommerce a ultrapassar a concorrência.

Resultados Digitais
Resultados Digitais17 de maio de 2024
Inscreva-se gratuitamente!

Conheça algumas estratégias que podem melhorar suas vendas online e ajudar seu ecommerce a ultrapassar a concorrência.

O Ecommerce se tornou uma verdadeira potência, oferecendo um universo de oportunidades para empreendedores de todos os lugares do Brasil. Mas, com a concorrência cada vez mais acirrada e o ambiente digital em constante mudança, conseguir destacar-se e conquistar clientes tornou-se um desafio real.

Para ilustrar isso, segundo dados divulgados pelo Diário do Comércio, o número de lojas virtuais cresceu 17% no Brasil em 2024, chegando a 1,9 milhão de Ecommerces. Com isso, vemos que o cenário é desafiador, mas não se preocupe que vamos te ajudar. 

Neste guia, vamos explorar estratégias e dicas práticas para alcançar o sucesso nas vendas online. Seja você uma pessoa iniciante ou experiente, aqui você encontrará insights valiosos para impulsionar suas vendas e expandir sua presença digital. 

Vamos abordar uma série de tópicos essenciais para construir a confiança dos clientes e aumentar suas vendas. Desde otimizar suas redes sociais até criar uma experiência de compra impecável.

Mas, se você já quer pular para a prática, veja como vender mais e fidelizar seus clientes com essa demonstração gratuita.

O que são as vendas online?

Vendas online são as transações comerciais realizadas pela internet. Isso envolve a compra e venda de produtos ou serviços por meio de lojas virtuais, plataformas de marketplace, redes sociais, sites de leilão e outros canais online.

No processo de vender pela internet, os clientes navegam pelos catálogos de produtos ou serviços disponíveis. Em seguida, fazem suas escolhas, adicionam itens ao carrinho de compras e finalizam a transação efetuando o pagamento online. 

Essas vendas online podem acontecer entre empresas (B2B), entre empresas e consumidores (B2C), entre consumidores (C2C) ou entre consumidores e governo (C2G).

Quais os benefícios de trabalhar com vendas online?

Vimos no início que a concorrência para quem vende online está alta. Mas, então, por que trabalhar com esse formato de negócio?

Trabalhar com vendas online oferece uma série de benefícios tanto para os empreendedores quanto para os consumidores. Por isso, a seguir, confira alguns dos principais benefícios:

Baixo investimento inicial

Começar um negócio online exige um investimento inicial significativamente menor do que abrir uma loja física. Você não precisa se preocupar com aluguel, luz, água, funcionários e outros custos fixos. Isso torna a entrada no mercado mais acessível, principalmente para empreendedores com capital limitado.

Maior alcance

As vendas online permitem que os negócios alcancem um público global, que não está limitado por fronteiras geográficas.

Assim, você pode vender seus produtos ou serviços para qualquer lugar do mundo, alcançando um público muito maior do que em uma loja física. Isso aumenta as chances de vender mais e lucrar mais.

Facilidade de implementação e escalabilidade

É relativamente simples e rápido criar uma loja online com plataformas de Ecommerce disponíveis atualmente. Além disso, uma vez estabelecida, uma loja virtual pode ser facilmente escalada para lidar com um aumento no volume de vendas, Isto, sem a necessidade de grandes investimentos em infraestrutura adicional.

Vendas 24h por dia

Uma loja online está sempre aberta para negócios, permitindo que os clientes façam compras a qualquer momento do dia ou da noite, independentemente do fuso horário. Isso oferece conveniência aos consumidores e aumenta potencialmente as oportunidades de vendas.

Personalização e segmentação

Com ferramentas de análise de dados e Marketing Digital, os comerciantes online podem segmentar seu público-alvo com maior precisão. Assim, é possível personalizar a experiência de compra para atender às preferências individuais dos clientes. E isso pode levar a um aumento nas taxas de conversão e na fidelidade do cliente.

Feedback e análise

As plataformas de Ecommerce fornecem uma variedade de métricas e análises que permitem aos vendedores monitorar o desempenho de suas campanhas de Marketing. Também, permitem entender o comportamento dos clientes e identificar áreas de melhoria em seu processo de vendas.

Comodidade para o cliente

Comprar online é muito mais cômodo para o cliente. Além de fazer suas compras a qualquer hora do dia ou da noite, sem precisar se deslocar até uma loja física, também é possível comparar preços facilmente entre diferentes lojas e realizar a compra com apenas alguns cliques.

Esses são apenas alguns dos benefícios de trabalhar com vendas online. Em resumo, o comércio eletrônico oferece uma maneira eficiente, acessível e escalável de fazer negócios no mundo digital de hoje.

Agora que já vimos algumas vantagens de trabalhar com vendas online, vamos nos aprofundar nas etapas de uma venda pela internet. 

📖 Leia também: 7 vantagens do Ecommerce para você impulsionar o seu negócio

Como começar a vender pela internet?

Iniciar no mundo das vendas online pode parecer desafiador no início. Mas, com as estratégias certas e um plano bem elaborado, é totalmente viável.

Não existe receita de bolo quando o assunto é começar vender online. No entanto, separamos algumas etapas básicas que podem te ajudar a estruturar um negócio de sucesso. São elas:

  • Definir o nicho de mercado
  • Validar a ideia
  • Encontrar bons fornecedores
  • Escolher a plataforma de Ecommerce
  • Configurar a loja online
  • Definir a estratégia de Marketing
  • Lançar e monitorar desempenho

A seguir, confira detalhes sobre cada uma das etapas: 

Defina seu nicho de mercado

Antes de sair por aí contratando uma plataforma de Ecommerce, é fundamental identificar o nicho de mercado no qual você deseja atuar. Para isso, escolha um segmento que você tenha interesse ou conhecimento. Isso facilitará a criação de uma estratégia de Marketing eficaz e a identificação do seu público-alvo.

Por exemplo, se você é uma pessoa apaixonada por produtos de beleza naturais, pode decidir focar em criar uma loja online especializada em produtos de beleza orgânicos e veganos.

Pesquise e valide sua ideia

Faça uma pesquisa de mercado para entender a demanda pelo seu produto ou serviço. Para isso, verifique a concorrência, analise as tendências do mercado e valide sua ideia com amigos, familiares ou potenciais clientes.

No exemplo anterior, você pode pesquisar a demanda por produtos de beleza naturais realizando pesquisas de palavras-chave relacionadas no Google Trends. Também, pode usar ferramentas como o Google Keyword Planner. 

Além disso, você pode validar sua ideia realizando pesquisas de mercado, entrevistando potenciais clientes e participando de grupos e fóruns online relacionados aos produtos do seu negócio.

Encontre bons fornecedores

Encontrar fornecedores confiáveis e de qualidade é essencial para garantir que seus produtos atendam às expectativas dos clientes. Você pode procurar por fornecedores de produtos de beleza naturais, por exemplo, em feiras comerciais, eventos do setor ou diretórios online. 

Além disso, você pode entrar em contato diretamente com fabricantes e distribuidores para solicitar amostras de produtos. Assim, é possível verificar a qualidade antes de fazer pedidos em grande quantidade.

Contudo, certifique-se de verificar a reputação dos fornecedores, ler avaliações de clientes e negociar os termos de pagamento e envio antes de fechar um acordo. Um relacionamento sólido com fornecedores confiáveis pode garantir um suprimento constante de produtos de qualidade para sua loja online.

Escolha uma plataforma de Ecommerce

Existem várias opções de plataformas de Ecommerce disponíveis, como Shopify, Nuvemshop, Loja Integrada, entre outras. Escolha uma plataforma que atenda às suas necessidades e orçamento, considerando alguns aspectos como facilidade de uso, personalização, suporte ao cliente e taxas de transação.

Configure sua loja online

Uma vez escolhida a plataforma, configure sua loja online. Isso inclui a personalização do design, a configuração de métodos de pagamento, o cadastro de produtos, a definição de políticas de envio e devolução, entre outros detalhes.

Após escolher a plataforma de Ecommerce você pode configurar sua loja online escolhendo um tema que se ajuste ao estilo da sua marca. Também é possível personalizá-lo de acordo com suas preferências e cores, fontes e estilos visuais da marca. 

Defina a estratégia de Marketing

Para atrair tráfego para sua loja online, é essencial desenvolver uma estratégia de Marketing eficaz. Isso pode incluir:

  • SEO (otimização de mecanismos de busca);
  • publicidade paga (anúncios no Google Ads, Meta Ads etc.);
  • Marketing de Conteúdo;
  • Email Marketing;
  • presença nas redes sociais.

Não se preocupe que temos mais adiante um tópico exclusivo para te ajudar a atrair tráfego para sua loja virtual. Mas se você quiser se adiantar e saber como fazer na prática, assista a essa demonstração gratuita agora!

Lance sua loja e monitore o desempenho

Após configurar sua loja online e implementar sua estratégia de Marketing, é hora de lançar sua loja e começar a atrair clientes. Monitore de perto o desempenho da sua loja, acompanhe métricas como tráfego do site, taxas de conversão, vendas e feedback dos clientes. Também, faça ajustes conforme necessário para otimizar o desempenho da sua loja.

Começar em vendas online pode exigir tempo e esforço, mas com dedicação e perseverança, você pode construir uma loja online de sucesso e colher os benefícios do comércio eletrônico.

📖 Leia também: Marketing para ecommerce: descubra como gerar conversões e vender mais

Qual é o melhor produto para vender na internet?

Infelizmente, a resposta para essa pergunta é: não existe o melhor produto para vender na internet. Isso acontece porque o bom desempenho das vendas varia de acordo com vários fatores. Entre eles, seu público-alvo, nicho de mercado, concorrência e as tendências atuais. 

Mas, não se preocupe, porque vamos te ajudar! Existem algumas características que podem tornar um produto mais adequado para vendas online, confira:

Demandas e tendências de mercado: produtos que atendem a uma demanda existente no mercado ou estão alinhados com tendências têm maior potencial de vendas. Isso pode incluir produtos relacionados a saúde e bem-estar, produtos sustentáveis, tecnologia, moda, entre outros.

Baixo custo de envio: produtos leves e compactos que podem ser facilmente enviados pelos correios geralmente são mais adequados para vendas online. Isto porque têm custos reduzidos de envio e tornam o processo logístico mais eficiente.

Margem de lucro atrativa: determinados produtos com uma boa margem de lucro permitem que você ganhe dinheiro suficiente para cobrir seus custos operacionais e obter lucro. Isso pode incluir produtos exclusivos, de marca própria ou com uma proposta de valor única, que justifique um preço mais alto.

Facilidade no estoque: itens que não exigem armazenamento especializado e podem ser facilmente gerenciados em termos de estoque são mais convenientes para vendas online. Isso inclui produtos digitais, produtos de dropshipping ou produtos que podem ser facilmente armazenados em casa.

Para finalizar este tópico, o melhor produto para vender na internet é aquele que se alinha com seus interesses, habilidades e recursos disponíveis, além de responder às necessidades do seu público-alvo.

No entanto, vale dizer que é importante fazer uma pesquisa de mercado detalhada. Assim, é possível entender seu público-alvo e testar diferentes produtos para descobrir o que funciona melhor para o seu negócio online. 

Para te ajudar nessa investigação, no tópico a seguir, listamos produtos que estão vendendo mais na internet. Confira!

O que está em alta nas vendas online?

Como comentamos no tópico anterior, a sazonalidade e a demanda do mercado impactam muito nas vendas online. De acordo com NuvemCommerce 2024, os produtos que estão com as vendas aquecidas são:

  • Roupas
  • Sapatos
  • Celulares
  • Notebooks
  • Livros
  • Brinquedos
  • Produtos para cabelo
  • Perfumes

Ainda conforme a pesquisa, lojas do segmento de Moda e Vestuário seguem liderando o ranking de produtos mais vendidos com mais de 20% do total de vendas online.

A venda de aparelhos celulares e seus acessórios (capinhas, carregadores portáteis, suportes para veículos, entre outros) é sempre uma das áreas mais requisitadas na internet. Especialmente em lojas virtuais, como o Mercado Livre.

De acordo com dados da Anatel, existem 258 milhões de celulares no Brasil, que, atualmente, tem pouco mais de 215 milhões de habitantes. Só para se ter uma ideia do tamanho desse mercado de celulares e acessórios. 

Quais os formatos e canais para fazer vendas online?

Para começar as vendas online você não precisa necessariamente contratar uma plataforma de Ecommerce. Isto porque existe a possibilidade de usar outros canais, quase gratuitos, para iniciar seu negócio na internet. 

Nesse sentido, existem diversos formatos e canais para fazer vendas online, cada um com suas características e público-alvo específicos. A seguir, você conhecerá alguns deles, além da plataforma de Ecommerce, sobre a qual vamos nos aprofundar no tópico seguinte. 

Marketplaces

Os marketplaces são plataformas online que reúnem diversos vendedores e oferecem uma ampla variedade de produtos em um único local. Exemplos conhecidos de marketplaces incluem Amazon, eBay, Mercado Livre, Americanas, entre outros. 

Neles, os vendedores podem apresentar seus produtos e aproveitar a grande base de clientes dessas plataformas para aumentar suas vendas online.

📖 Veja também: Explorando os maiores marketplaces do Brasil: guia completo para vender mais

Redes Sociais

As Redes Sociais também se tornaram canais populares para vendas online. Plataformas como Facebook, Instagram e TikTok oferecem recursos de compras integrados, que permitem aos usuários descobrir e comprar produtos diretamente nelas. 

Além disso, as redes sociais são excelentes para o Marketing de produtos e a criação de comunidades de clientes engajadas.

Aplicativos de mensagens e chatbots

Aplicativos de mensagens como WhatsApp, Facebook Messenger e Telegram podem ser usados como canais de vendas diretas, permitindo que os clientes entrem em contato com os vendedores, façam pedidos e paguem diretamente por meio desses aplicativos. 

Já os chatbots podem ser integrados aos aplicativos de mensagens para automatizar o atendimento ao cliente e facilitar as vendas.

Live Commerce

O comércio ao vivo, ou Live Commerce, é uma tendência crescente na qual os vendedores transmitem vídeos ao vivo mostrando seus produtos e interagindo com os espectadores em tempo real. 

Plataformas como Facebook Live, Instagram Live e TikTok têm recursos que permitem aos vendedores realizar vendas durante as transmissões ao vivo. Dessa forma, permitem que os espectadores comprem os produtos apresentados instantaneamente.

Email Marketing

O Email Marketing continua sendo uma ferramenta eficaz para vendas online. Os vendedores podem enviar newsletters regulares, promoções especiais e lembretes para os assinantes da lista de Emails, incentivando-os a fazer uma compra.

Lembre-se sempre: personalização e segmentação são chaves para o sucesso do Email Marketing.

Esses são apenas alguns dos principais formatos e canais para fazer vendas online. Dependendo do seu nicho de mercado, público-alvo e objetivos comerciais, você pode escolher os canais que melhor se adequam às suas necessidades e implementar uma estratégia integrada para maximizar suas vendas.

Qual a melhor plataforma de vendas online?

Existem diversas opções de plataformas de vendas online no mercado, como a Shopify, Nuvemshop, Loja Integrada, Tray e VTEX. Para te ajudar nessa escolha, listamos a seguir algumas características de cada uma dessas plataformas. 

Vale dizer que mudanças nas funcionalidades podem surgir com o tempo, mas aqui você encontra um resumo das principais.

Shopify

  • Facilidade de uso: plataforma intuitiva e fácil de configurar, ideal para iniciantes e empresas de todos os tamanhos.
  • Personalização: grande variedade de temas personalizáveis e acesso a HTML e CSS para personalização avançada.
  • App store: acesso a uma vasta app store com milhares de aplicativos para adicionar funcionalidades extras.
  • Pagamentos e Envios: integração com diversas soluções de pagamento, incluindo Shopify Payments, PayPal e Stripe, além de opções variadas de envio.
  • Marketing e SEO: ferramentas integradas de SEO, Marketing de Conteúdo, campanhas de Email e integração com redes sociais.
  • Gestão de produtos: suporte para variações de produtos, gerenciamento de estoque, e funcionalidades avançadas de catálogo.
  • Suporte ao cliente: suporte 24/7 via chat, Email e telefone, além de uma comunidade ativa e uma vasta base de conhecimento.
  • Preços: diversos planos de preços para atender desde pequenas lojas até grandes empresas, incluindo um plano inicial e um plano plus para empresas maiores.
plataforma de vendas online

Nuvemshop

  • Facilidade de uso: interface intuitiva e fácil de usar, ideal para iniciantes.
  • Personalização: oferece uma variedade de temas personalizáveis e a possibilidade de editar HTML e CSS.
  • Integração com Redes Sociais: fácil integração com Facebook, Instagram e outros canais sociais para vendas.
  • Marketing e SEO: ferramentas integradas de SEO e Marketing, incluindo Google Analytics e campanhas de Email.
  • Gestão de produtos: suporte para múltiplas variações de produtos e gerenciamento de estoque.
  • Pagamentos e envios: integração com diversas soluções de pagamento e opções de envio.
  • Suporte ao cliente: suporte via chat, Email e central de ajuda com tutoriais e vídeos.
  • Preços: planos de preços variados para atender diferentes necessidades e tamanhos de negócios.

Loja Integrada

  • Facilidade de uso: interface amigável e intuitiva, ideal para pequenos e médios negócios.
  • Personalização: temas personalizáveis e opções para edição de HTML e CSS.
  • Integração com marketplaces: fácil integração com marketplaces como Mercado Livre, Amazon e outros.
  • Pagamentos e envios: diversas opções de pagamento e envio, incluindo integração com PagSeguro, PayPal, e correios.
  • Marketing e SEO: ferramentas de SEO, integração com Google Analytics e opções de campanhas de Email Marketing.
  • Gestão de produtos: suporte para múltiplas variações de produtos e gerenciamento de estoque.
  • Suporte ao cliente: suporte via chat, Email e uma base de conhecimento online.
  • Preços: planos acessíveis com opções de upgrade à medida que o negócio cresce.

Tray

  • Facilidade de uso: plataforma fácil de navegar com uma interface amigável.
  • Personalização: oferece uma variedade de temas e personalização via HTML e CSS.
  • Integração com marketplaces: integração com diversos marketplaces como Mercado Livre, Americanas, e outros.
  • Pagamentos e envios: suporte para múltiplas opções de pagamento e envio, incluindo integração com intermediadores de pagamento.
  • Marketing e SEO: ferramentas de SEO, Google Analytics, remarketing e campanhas de Email Marketing.
  • Gestão de produtos: suporte robusto para variações de produtos, gerenciamento de estoque e importação em massa de produtos.
  • Suporte ao cliente: suporte via chat, telefone e email, além de uma base de conhecimento e webinars.
  • Preços: diversos planos de preços para atender desde pequenas lojas até grandes empresas.

VTEX

  • Escalabilidade: ideal para grandes empresas e negócios que buscam crescimento rápido e escalável.
  • Personalização: alta capacidade de personalização com acesso a HTML, CSS e JavaScript.
  • Integração omnichannel: integração fluida com canais de venda online e offline, oferecendo uma experiência omnichannel.
  • Pagamentos e envios: diversas opções de pagamento e envio, incluindo integração com soluções de pagamento internacionais.
  • Marketing e SEO: ferramentas avançadas de SEO, integração com Google Analytics, personalização de campanhas e Marketing automatizado.
  • Gestão de produtos: gerenciamento avançado de catálogo de produtos, incluindo variações complexas e integração de ERP.
  • Suporte ao cliente: suporte especializado via chat, Email e telefone, além de consultoria personalizada.
  • Preços: estrutura de preços voltada para grandes empresas, com planos personalizados baseados nas necessidades do negócio.

Cada plataforma tem suas próprias vantagens e características únicas. Então, a melhor escolha dependerá das necessidades específicas do seu negócio e dos recursos que você considera mais importantes.

Quais são as fases de uma venda pela internet?

As fases de uma venda pela internet geralmente seguem um processo semelhante ao das vendas tradicionais, mas adaptado ao ambiente online. 

Vale lembrar que dependendo do segmento, ou até mesmo o porte do Ecommerce, as etapas podem mudar. A seguir, listamos as etapas principais e mais comuns.

Atração de tráfego

A atração de tráfego é a primeira etapa crucial para qualquer estratégia de vendas online. Isso envolve diversas táticas para direcionar visitantes qualificados para o seu site ou plataforma de vendas. Exemplos de estratégias de atração de tráfego incluem:

  •  SEO (Search Engine Optimization): otimização do conteúdo do seu site para aparecer nas primeiras posições não pagas dos resultados de busca do Google e outros mecanismos de busca.
  • Publicidade paga: uso de anúncios pagos em plataformas como Google Ads, Meta Ads (Instagram e Facebook), entre outros, para alcançar seu público-alvo.
  • Marketing de Conteúdo: criação de conteúdo relevante e valioso, como blogposts, vídeos, eBooks, infográficos etc., para atrair visitantes e demonstrar sua experiência no nicho de mercado.
  • Mídias sociais: uso estratégico das redes sociais para promover seus produtos online, é fundamental. Então, compartilhar conteúdo interessante e interagir com o público-alvo, precisa fazer parte das estratégias para atrair tráfego. 

Mais adiante, vamos nos aprofundar mais em estratégias para atrair visitantes ao fazer vendas online. 

Engajamento e interesse

Uma vez que os visitantes chegam ao seu Ecommerce, é muito importante mantê-los engajados e despertar seu interesse nos seus produtos ou serviços. Por isso, é essencial considerar o engajamento com o público como uma das etapas do processo. 

Exemplos de estratégias para aumentar o engajamento:

  • Design atrativo e intuitivo do site: um layout limpo, navegação fácil e imagens de alta qualidade ajudam a capturar a atenção dos visitantes.
  • Descrições detalhadas e persuasivas dos produtos: fornecer informações completas sobre os produtos, incluindo recursos, benefícios e especificações técnicas, ajuda a gerar confiança e aumentar as chances de conversão.
  • Conteúdo visual envolvente: o uso de imagens, vídeos e infográficos ajuda a transmitir a mensagem de forma mais eficaz e atrair a atenção dos visitantes.
  • Ofertas especiais e promoções: descontos exclusivos, cupons de desconto e ofertas sazonais podem incentivar os visitantes a realizar uma compra imediata.

Consideração e avaliação

Nesta fase do processo de vendas online, os visitantes estão avaliando suas opções e comparando diferentes produtos ou serviços antes de tomar uma decisão de compra. Para aumentar suas chances de garantir as vendas, você pode colocar em prática alguns recursos. 

Confira exemplos de estratégias para facilitar a consideração e avaliação dos potenciais clientes:

  •  Avaliações e depoimentos de clientes: depoimentos positivos de clientes anteriores ajudam a construir confiança e demonstram a qualidade dos seus produtos ou serviços. Mas lembre-se: os depoimentos precisam ser reais, nada de criar informações que não existem. 
  • Comparação de produtos: oferecer recursos de comparação de produtos para que os clientes possam ver as diferenças entre os itens e tomar uma decisão informada.
  • Política de devolução e garantia de satisfação: uma política de devolução flexível e garantia de satisfação do cliente podem reduzir o risco percebido e encorajar a compra.

Conversão

Essa é a etapa que todo mundo espera: a venda em si. A conversão acontece de fato quando os visitantes decidem fazer uma compra e finalizam no checkout. 

Esta é a etapa em que os visitantes adicionam itens ao carrinho de compras, fornecem informações de pagamento e finalizam a transação. 

Nesta fase, existem várias maneiras de aumentar as taxas de conversão, mas separamos três bem interessantes:

  • Simplificar o processo de checkout: remover barreiras e etapas desnecessárias no processo de checkout para tornar a experiência o mais fluida e rápida possível. Isso vale ouro! Porque o mais difícil você já conseguiu, que é atrair e convencer o usuário, então, não pode perder a venda bem na etapa final. 
  • Oferecer múltiplas opções de pagamento: aceitar uma variedade de métodos de pagamento, como cartões de crédito, PayPal, transferência bancária etc., para atender as preferências dos clientes.
  • Remarketing: usar estratégias de remarketing para reengajar visitantes que abandonaram o carrinho de compras sem concluir a compra. Isto, por meio de emails de abandono de carrinho e anúncios personalizados, por exemplo.

Pós-venda e fidelização

O cliente comprou! Mas saiba que seu relacionamento com ele não acaba por aí. Após a compra, é importante continuar construindo o relacionamento com o cliente e garantir uma experiência pós-venda positiva. 

Exemplos de estratégias para fidelização de clientes:

  • Atendimento ao cliente excepcional: fornecer suporte rápido e eficiente, responder às perguntas dos clientes e resolver quaisquer problemas que possam surgir após a compra.
  • Programas de fidelidade: incentivar a fidelidade dos clientes oferecendo recompensas, como descontos exclusivos e pontos de fidelidade para compras repetidas.
  •  Email Marketing: manter contato regular com os clientes por meio de campanhas de Email Marketing, fornecendo atualizações sobre novos produtos, ofertas especiais e conteúdo relevante.

Análise e otimização

Por fim, é fundamental analisar o desempenho das suas estratégias de vendas online e otimizá-las continuamente para obter melhores resultados. Afinal, o que não é medido, não pode ser melhorado, concorda? E o que queremos é melhorar sempre! 

Confira, então, exemplos de métricas a serem monitoradas e otimizadas nesta etapa do processo de vendas.

  • Taxa de conversão: acompanhar a proporção de visitantes que realizam uma compra em relação ao total de visitantes, para identificar áreas de melhoria no processo de vendas.
  • Retorno sobre o investimento (ROI): avaliar o desempenho das suas campanhas de Marketing para determinar quais canais estão gerando o melhor retorno sobre o investimento.
  • Taxa de abandono de carrinho: identificar as razões pelas quais os clientes abandonam o carrinho de compras sem concluir a compra e implementar medidas para reduzir essa taxa.

Essas são algumas das estratégias e exemplos de cada fase de uma venda pela internet. Cada etapa é importante para conduzir os visitantes por meio do Funil de Vendas e transformá-los em clientes satisfeitos.

6 dicas para atrair visitantes ao fazer vendas online

Como já comentamos anteriormente, atrair visitantes é uma das etapas fundamentais quando o assunto é vendas online. Afinal, você só vende se o cliente conhecer a sua loja virtual, concorda? 

Quando falamos sobre atrair tráfego para uma loja virtual, não pense apenas em um Ecommerce. Você pode ter uma loja virtual apenas na Shopee, ou no Instagram, mas ainda assim precisa focar em atrair pessoas para esses lugares. 

A seguir, listamos algumas formas de atrair visitantes. Confira!

1. Invista em SEO

Para um site ser encontrado no Google sem precisar pagar por isso, é necessário seguir diversas boas práticas que o próprio buscador estabelece. Em outras palavras: para atrair visitantes, você precisa ter um bom SEO.

SEO, é a sigla em inglês para Search Engine Optimization, em português seria Otimização para Mecanismos de Busca. 

Dentre várias coisas, otimizar seu site, Ecommerce ou até mesmo, perfil nas Redes Sociais inclui:

  • usar palavras-chave relevantes, além de meta descrições e tags;
  • garantir um site responsivo e amigável para mobile;
  • criar conteúdo relevante e de alta qualidade;
  • melhorar a velocidade do site.

Para ficar mais claro, imagine que você temi uma loja online que vende roupas esportivas. Para atrair visitantes interessados em suas mercadorias, você pode otimizar seu site para palavras-chave relevantes, como "roupas esportivas de alta qualidade", "roupas para academia" e  "camisetas de corrida", por exemplo. 

2. Aposte em Marketing de Conteúdo

“Conteúdo é rei”. Essa frase é antiga no Marketing, mas continua sendo uma verdade. Por isso, crie e compartilhe conteúdo valioso e relevante para o seu público-alvo. Isso pode incluir, por exemplo, vídeos curtos no TikTok, tutoriais no YouTube e infográficos e postagens no blog da sua marca. 

O Marketing de Conteúdo não só atrai visitantes para o seu site, mas também estabelece sua autoridade no seu nicho de mercado e constrói relacionamentos com os clientes.

Seguindo o exemplo do tópico anterior, imagine que você tem uma loja de roupas esportivas. Sendo assim, você poderia criar os seguintes conteúdos:

  • Vídeos tutoriais no YouTube mostrando diferentes maneiras de usar suas roupas esportivas.
  • Postagens de blog sobre os melhores tecidos para roupas de academia.
  • Experiências reais no TikTok ou Instagram, de clientes que alcançaram seus objetivos usando seus produtos.

3. Faça anúncios pagos

Utilize anúncios pagos em plataformas como Google Ads, Meta Ads (Instagram e Facebook), TikTok Ads e outras redes de anúncios para alcançar seu público-alvo. 

Você pode segmentar seus anúncios com base em interesses, demografia, comportamento de compra e outras características específicas do seu público-alvo. 

Por exemplo, você pode criar anúncios no Facebook direcionados a pessoas interessadas em fitness, musculação ou esportes específicos, promovendo seus produtos de roupas esportivas. 

Já no Google Ads, você pode fazer anúncios para palavras-chave relacionadas, como "comprar roupas esportivas online", para aparecer nos resultados de pesquisa quando os usuários estiverem procurando por produtos semelhantes.

4. Não deixe as Redes Sociais de lado

Mesmo que as redes sociais não sejam a sua loja virtual em si, você precisa dedicar tempo da estratégia a elas. 

Isso porque, você pode compartilhar conteúdo, interagir com seu público-alvo, promover seus produtos e, principalmente, direcionar tráfego para sua loja online. 

💡Confira alguns exemplos de como usar as Redes Sociais para atrair clientes:

  • Instagram: compartilhar fotos de clientes satisfeitos usando suas roupas esportivas, criar enquetes nos stories para engajar seu público e até mesmo fazer parcerias com influenciadores fitness para promover seus produtos.
  • Pinterest: criar painéis de inspiração com looks de academia e criar pins promocionais direcionando para sua loja online.
  • TikTok: vídeo curto apresentando 5 diferentes modelos de tênis de corrida para iniciantes, ou os melhores modelos para longos percursos. 

5. Aposte em Email Marketing

Não acredite em quem diz que o Email Marketing não funciona mais. Segundo o Panorama de Marketing, 58% dos times de Marketing brasileiros utilizam o Email Marketing como uma das estratégias favoritas. 

Estratégias de Marketing mais usadas para vender online.

Dessa forma, para atrair visitantes e possíveis clientes, construa uma lista de Emails de clientes e Leads interessados ​​e envie regularmente newsletters, promoções e conteúdo relevante. E você pode criar essa lista de contatos a partir de estratégias de captação de Leads, por meio do Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing — mas nunca comprando listas de terceiros.

Nesse sentido, o Email Marketing é uma maneira eficaz de manter seus clientes informados sobre novos produtos, ofertas especiais e eventos. Assim, incentiva visitas repetidas em seu site.

Exemplo: você pode enviar newsletters semanais ou mensais para sua lista de assinantes, destacando novos lançamentos, promoções especiais e dicas de estilo. Além disso, você pode segmentar sua lista com base no histórico de compras dos clientes para enviar ofertas personalizadas e relevantes.

6. Teste programas de indicação e recompensas

Incentive seus clientes existentes a indicarem sua loja para amigos e familiares oferecendo descontos, créditos ou outros benefícios em troca. Os programas de referência são uma maneira poderosa de aproveitar o poder do boca a boca e atrair novos visitantes interessados ​​em seus produtos.

Por exemplo, se um cliente indica três amigos que fazem uma compra, ele recebe um cupom de desconto para sua próxima compra. Isso incentiva a disseminação do boca a boca e ajuda a atrair novos visitantes qualificados para sua loja.

Com essas dicas, você pode ver como cada estratégia pode ser implementada de forma prática e eficaz para atrair visitantes qualificados para sua loja virtual e impulsionar suas vendas online.

Aumente suas vendas online na prática

Se você chegou até aqui, já sabe que é importante investir em algumas estratégias para conseguir aumentar suas vendas online.

A concorrência online é grande e para se destacar é preciso contar com a ajuda de ferramentas para colocar tudo em prática de forma eficiente.

Por isso, se você quer uma ferramenta capaz de te ajudar a atrair, converter e fidelizar clientes, assista a esta demonstração gratuita e prática do RD Station Marketing! 

Resultados Digitais

Resultados Digitais

Quem escreveu este post

Resultados Digitais é o portal de conteúdo, mídia e educação da RD Station, líder no desenvolvimento de software (SaaS) voltado para o crescimento de médias e pequenas empresas. Sua plataforma de automação de Marketing e Vendas é líder no Brasil e soma mais de 50.000 clientes, em mais de 40 países.

Veja também

Ecommerce
12 melhores plataformas de vendas online em 2024
Ecommerce
Como trabalhar com a venda de vouchers de compra antecipada para gerar fluxo de caixa mais rapidamente
Ecommerce
Quer fazer mais vendas com o seu ecommerce? Siga estes 5 passos para buscar o sucesso