Explorando os maiores marketplaces do Brasil: guia completo para vender mais

Conheça os principais e-commerces que reúnem vários lojistas em uma única plataforma e entenda o que você precisa saber para escolher a melhor opção.

Lexos by TOTVS
Lexos by TOTVS5 de março de 2024
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

Se você parar para pensar na última compra online que fez, é provável que tenha sido em um marketplace. As vendas online ganharam força durante a pandemia e esse comportamento de consumo se consolidou nos anos seguintes, não só em nosso país como no mundo todo. Tanto é que nomes como Mercado Livre, Amazon, Shopee estão entre os maiores marketplaces do Brasil.

E os números provam isso. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as vendas totais registradas no e-commerce brasileiro atingiram a marca de R$ 185,7 bilhões em 2023. Isso significa mais de 395 milhões de pedidos, um aumento de 10% em relação ao ano de 2022.  

Ainda, a título de comparação, em 2019, ano que antecedeu a pandemia, o faturamento total foi de R$89,96 bilhões.

Neste artigo, vamos trazer um breve panorama dos principais marketplaces do Brasil, as vantagens de cada um deles e dicas para começar a vender (e a lucrar) ainda esse ano!

📖 Leia também: Vendas digitais: o que são, quais são as boas práticas e como aumentar seus ganhos

Quanto dessa fatia fica com os maiores marketplaces do Brasil?

Quando falamos em vendas online, os marketplaces do Brasil alcançam números  impressionantes. Em 2022, os 5 maiores marketplaces do Brasil representaram 78% das vendas online do país.

É um número muito expressivo, que é dividido entre gigantes como Mercado Livre, Americanas, Magazine Luiza, Via e Amazon. Esses players do mercado faturaram, juntos, nada menos que R$ 203,4 bilhões em 2022, de acordo com a SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo).

A seguir, veja quanto cada empresa faturou, sozinha, em 2022:

  • Mercado Livre: faturamento de R$ 80,5 bilhões
  • Americanas: faturamento de R$ 44,3 bilhões
  • Magazine Luiza: faturamento de R$ 43,3 bilhões
  • Grupo Via: faturamento de R$ 20,5 bilhões
  • Amazon: faturamento de R$ 14,6 bilhões

O Mercado Livre se mantém na liderança tanto no número de vendas quanto no número de acessos. Prova disso é que, em um relatório recente da Conversion, que analisou os números de acessos aos canais de vendas em 2023, o Mercado Livre segue na liderança, com mais de 300 milhões de visitas online por mês.

Saiba também quantas visitas online cada empresa recebeu em 2023:

  • Mercado Livre: Líder absoluto, com mais de 300 milhões de visitas por mês.
  • Amazon: Seguindo de perto, com uma média de 200 milhões de visitas mensais.
  • Shopee: Conquistando o terceiro lugar, com cerca de 160 milhões de visitantes por mês.
  • Magazine Luiza: aparece em quarto lugar, com uma média de 120 milhões de visitas mensais.

📖 Leia também: Descubra como vender mais no e-commerce com técnicas práticas e simples

Por dentro dos maiores marketplaces do Brasil

A seguir, você vai conhecer um pouco mais sobre os maiores marketplaces do Brasil, sua origem e porque são destaque no setor brasileiro de vendas online.

Mercado Livre

O Mercado Livre é a maior plataforma de comércio eletrônico da América Latina, com mais de 148 milhões de usuários ativos. Lançado na Argentina, em 1999, o Mercado Livre opera em 18 países e conta com mais de 10 milhões de vendedores, incluindo grandes marcas. 

Mlehores marketplaces do Brasil Mercado Livre

No Brasil, são mais de 3 mil lojas oficiais e o lucro registrado no terceiro trimestre de 2023 foi de US$ 359 milhões, com o Brasil representando 54% da receita líquida total do Mercado Livre na América Latina. 

Ainda, um dos diferenciais que torna o Mercado Livre um dos maiores marketplaces do Brasil é a variedade de produtos oferecidos, junto a um sistema de pagamentos seguro e logística robusta.

Por fim, a cada segundo, 9 vendas são realizadas na plataforma e são mais de 6 mil buscas por segundo.

📖 Leia também: Tendências do Mercado Livre para quem quer vender mais

Amazon

A Amazon é referência mundial quando o assunto é vendas de e-commerce. Também, no país desde 2012, a Amazon rapidamente se tornou um dos maiores marketplaces do Brasil

Maiores marketplaces do Brasil Amazon

Para se ter uma ideia, as vendas da gigante do comércio eletrônico saltaram 14%, para US$ 170 bilhões, no quarto trimestre de 2023.

No entanto, para não perder qualidade, a Amazon investe pesado em tecnologia e tem como foco o cliente ao invés da concorrência. Por isso, um dos diferenciais é a entrega rápida e confiável. O marketplace oferece quatro diferentes opções de logística aos vendedores da plataforma.

Além disso, fora do âmbito das vendas, a Amazon tem o streaming Amazon Prime e a plataforma de serviços em nuvem Amazon Web Services (AWS).

📖 Leia também: Conheça mais sobre as opções de logística da Amazon

Shopee

A plataforma de e-commerce fundada em Cingapura chegou ao Brasil em 2019 e tem transformado a forma de vender online.

Maiores marketplaces do Brasil Shopee

Uma das tradições orientais que a marca trouxe para o país são as mega promoções das datas iguais. Ou seja, a cada 11/11, 05/05, por exemplo, a Shopee lança uma série de cupons de desconto que aquecem as vendas no marketplace. E parece que tem dado resultado: em 11/11 de 2023, a Shopee diz ter batido US$ 1 bilhão em vendas globais.

Dessa forma, as promoções agressivas, aliadas à gamificação da experiência de compra e forte presença nas redes sociais, transformam a Shopee em uma plataforma em constante crescimento e um dos maiores marketplaces do Brasil.

Magazine Luiza

O Magazine Luiza é um exemplo da loja tradicional do varejo que se reinventou e hoje faz sucesso no e-commerce nacional.

Em maio de 2023, as vendas online bateram as vendas físicas. Isto porque o Magazine Luiza Marketplace faturou R$ 4,4 bilhões nos três primeiros meses de 2023, enquanto a loja física fechou o mesmo período com R$ 4,2 bilhões. Esse é um dos marcos que têm consolidado o Magalu como um dos maiores marketplaces do Brasil.

E o Magazine Luiza sai na frente porque tem uma vantagem frente aos demais: a integração com as lojas físicas espalhadas por todo o país. Portanto, esse diferencial abre a possibilidade para que os clientes comprem online e retirem os itens presencialmente nas lojas. 

Para ampliar o número de vendedores, o Magazine Luiza criou o Parceiro Magalu, uma iniciativa que vai além do marketplace. Nessa proposta, o foco são vendedores autônomos que precisam de divulgação do seu negócio, além d e microempreendedores que desejam vender com porcentagens mais baixas e contam com o apoio do Magalu para avançarem nas vendas.

Dicas para escolher o marketplace ideal

Depois de conhecer os maiores marketplaces do Brasil, ver as vantagens e diferenciais de cada um, é hora de escolher em qual você pode começar a vender. 

A escolha do marketplace ideal para vender seus produtos pode levar em conta diversos fatores. Por isso, trouxemos alguns deles, como:

Público-alvo

Defina seu público-alvo e avalie qual marketplace conta com mais consumidores com o perfil traçado. Isso vai te ajudar a acertar na escolha.

Comissões e taxas

Esse tópico é importante para que você não tenha prejuízos. Por isso, compare as taxas cobradas por cada marketplace e escolha a opção mais vantajosa para o seu negócio.

Suporte ao vendedor

Muitos marketplaces oferecem conteúdos gratuitos para que os vendedores façam o melhor proveito de suas plataformas. Portanto, verifique se o marketplace que você tem em mente oferece esse suporte.

Nicho de mercado

Você atua em um nicho de mercado específico? Se a resposta for sim, analise os marketplaces e identifique qual oferece a melhor visibilidade para o nicho que você vende.

Integrações

Por último, mas não menos importante, é fundamental você avaliar as integrações disponíveis para cada marketplace com plataformas de gestão de pedidos e logística.

Essas integrações vão facilitar muito o dia a dia das vendas, automatizar processos e reduzir as chances de erro.

💡 Dica da RD: Quer aprender os fundamentos do Marketing Digital para aplicar no seu e-commerce e atrair mais clientes? Confira nossa trilha com materiais e ferramentas gratuitos para começar a vender mais na internet!

Descubra a plataforma que vai fazer você escalar suas vendas nos maiores marketplaces do Brasil

Agora que você tem as principais informações sobre os maiores marketplaces do Brasil, chegou a hora de conhecer a plataforma que pode te ajudar a vender em todos eles. 

O Lexos Hub é um integrador de marketplaces que automatiza uma série de processos e torna muito mais fácil a rotina das vendas online. E você não precisa escolher apenas um marketplace para vender. Com o Lexos Hub, é possível integrar os maiores marketplaces do Brasil em uma mesma conta e ter a gestão centralizada de toda a sua operação. 

Outra vantagem do Lexos Hub é que ele é o único do mercado que possui o seu próprio faturador de NF-e. Portanto, isso significa que ele emite nota fiscal de forma automática e consegue gerar etiqueta de postagem em tempo recorde, disponibilizando tudo para o envio.

Assim, essa etapa ganha velocidade e reduz as chances de erro, uma vez que a nota fiscal e a etiqueta de postagem são enviadas juntas para impressão, saindo ao mesmo tempo para serem coladas no produto que vai ser enviado.

Lexos by TOTVS

Lexos by TOTVS

Veja também

Marketing
Estúdio de Criação: conheça a ferramenta gratuita para gerenciar contas do Facebook e do Instagram
Marketing
Anúncios em redes sociais: o guia para começar a anunciar em 2022
Marketing
Inscreva-se no Social Media Day 2022, evento Gratuito!