Orçamento de Marketing: saiba o que considerar e como criar um para a sua empresa

Definir a forma como os recursos de Marketing serão usados permite aos times priorizar iniciativas e ter mais eficiência para atingir as metas definidas pelas organizações.

Bruna Dourado
Bruna Dourado9 de janeiro de 2024
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

Qual valor sua empresa disponibiliza para investir em ações de Marketing todo ano? Essa decisão impacta diretamente a forma como os produtos e serviços são promovidos e, consequentemente, os resultados em vendas.

Por isso, o orçamento de marketing deve ser definido com cautela e de forma estratégica, com o objetivo de alcançar as metas do setor e da organização de forma eficiente.
Para entender como você pode definir seu orçamento de marketing, o que deve levar em consideração nessa escolha e quais erros não pode cometer, continue lendo este artigo!

O que é Orçamento de Marketing?

Quando falamos em orçamento de marketing, estamos nos referindo à alocação de recursos financeiros para ações e projetos relacionados ao Marketing de uma empresa. 

Na prática, é um documento que define como o setor irá investir os recursos disponibilizados. Quais ferramentas e softwares a área poderá contratar? Quanto poderá investir em anúncios? Terá orçamento para contratar terceiros? Todas essas perguntas podem ser respondidas por esse documento.

Portanto, o orçamento de marketing pode abranger uma variedade de atividades, como mídias pagas, relações públicas, Marketing Digital, eventos, pesquisa de mercado e outras iniciativas que visam promover a marca, atrair clientes e impulsionar as vendas.

É uma ferramenta essencial para garantir que a empresa irá alocar seus recursos da melhor maneira para atingir seus objetivos de Marketing com eficiência.

📖 Leia também: Plano de Marketing e Vendas: o guia completo para o seu planejamento de 2024

Por que fazer um Orçamento de Marketing?

O orçamento de marketing desempenha um papel fundamental no sucesso de uma empresa, já que influencia diretamente a forma como a organização promove seus produtos ou serviços e se conecta com seu público-alvo.

Sem ele, o time não tem controle dos recursos disponíveis. Dessa forma, pode ter resultados abaixo do esperado no fim do ano ou mesmo ficar sem orçamento para ações importantes, cujas despesas não foram previstas anteriormente.

A seguir, confira alguns motivos pelos quais criar esse documento é importante tanto para o setor quanto para a empresa como um todo:

Alocação eficiente de recursos

O orçamento de marketing é essencial para o desenvolvimento dos planos estratégicos do setor. Isto porque ajuda a determinar quais iniciativas e canais são mais importantes e precisam receber mais ou menos investimento em um determinado período.

Assim, ao definir um orçamento claro, a empresa pode alocar seus recursos de maneira mais eficiente. Isso evita gastos desnecessários e garante que os investimentos estejam alinhados com as metas de Marketing e os resultados desejados.

Mensuração de desempenho

Ao estabelecer um orçamento, a empresa pode definir métricas de desempenho e avaliar o retorno sobre o investimento (ROI) de suas atividades de Marketing. Isso proporciona insights valiosos, que possibilitam ajustar a estratégia com base no desempenho anterior.

Dessa forma, os gestores podem tomar decisões mais informadas sobre onde alocar recursos para obter os melhores resultados.

Competitividade e adaptação às mudanças

Não é novidade que a concorrência no mundo dos negócios é acirrada. Por isso, um orçamento de marketing bem planejado pode ser um diferencial competitivo, permitindo que a empresa aloque seus recursos de forma mais eficaz.

No entanto, o orçamento não deve ser estático. Pelo contrário, pode ser ajustado conforme as mudanças do mercado e do comportamento do consumidor. Assim, a empresa consegue se adaptar rapidamente a um novo contexto quando houver a necessidade.

Quais são os gastos de Marketing?

Primeiro, é importante considerar que cada empresa terá uma necessidade e, portanto, um gasto diferente de Marketing, certo?

O contexto, o setor, o público-alvo e as metas da empresa influenciam na definição do plano de Marketing. E, a partir dele, é possível determinar o quanto a empresa deveria investir para atingir os resultados esperados.

No entanto, nem tudo são flores. Boa parte das empresas — para não dizer a grande maioria — investe menos em Marketing do que gostaria. Afinal de contas, existem restrições orçamentárias ligadas à saúde financeira da organização.

No entanto, é importante definir quais são os gastos esperados para as ações de Marketing de determinado período, para então realizar um trabalho de gestão orçamentária. Assim, é possível priorizar as iniciativas que trarão mais resultados.

Dito isso, confira a seguir os principais tipos de gastos que devem ser considerados em orçamentos de marketing.

Ferramentas e Softwares

A tecnologia está cada vez mais presente nos times de Marketing e já é impossível pensar no setor sem o apoio de ferramentas e softwares. Ações básicas como criação de peças, disparo de emails, edição de landing pages e gestão de leads demandam ferramentas pagas. Principalmente se o seu time precisa de uma solução mais robusta.

Veja, abaixo, algumas ferramentas e softwares de Marketing para incluir no seu orçamento:

Ao se organizar com antecedência, você pode, inclusive, comparar opções, realizar assinaturas anuais e garantir as melhores vantagens.

💡 Dica da RD: Se você quer adicionar a automação de Marketing no seu orçamento de 2024, assista à demonstração gratuita e saiba como conquistar novos clientes com o RD Station Marketing.

Agências e prestadores de serviços

Outro gasto importante que deve entrar no orçamento de marketing da sua empresa são as contratações de terceiros. É comum que os times de Marketing contem com agências e prestadores de serviços para executar projetos extras ou que demandam um conhecimento muito específico.

Um exemplo é a criação de conteúdo para um blog corporativo. Muitas empresas não conseguem suprir a produção com um redator interno, por isso, contratam agências para escalar a produção ou mesmo cuidar de toda a estratégia de Inbound Marketing.

Verba de mídia

Nem só de canais orgânicos vivem os profissionais de Marketing. Investir em canais de mídia paga também é uma boa opção para aumentar os resultados de ações da área, principalmente a curto prazo. 

Por isso, lembre-se de separar um valor para ser investido em cada lançamento ou campanha que o seu time irá realizar durante o ano. Para isso, considere o público que você quer impactar e o valor da mídia nos canais que você pretende investir.

Verba para eventos

Realizar eventos, sejam presenciais ou digitais, também faz parte das atividades dos times de Marketing. Alguns setores dependem mais de eventos do que outros para alcançarem seu público-alvo e, por isso, precisam destinar uma fatia maior do orçamento para esse tipo de iniciativa.

No caso de um evento digital, você vai precisar de um software de transmissão, além da verba de mídia paga e, se necessário, do cachê dos palestrantes. Já em um evento presencial, os gastos podem ser consideravelmente maiores, já que você também vai precisar de um local, orçamento para brindes e outras necessidades, de acordo com o tipo de evento.

No fim das contas, quando você começa a colocar as iniciativas de um time de Marketing no papel, percebe que são muitos detalhes e gastos. Por isso, quanto antes se planejar e definir como você poderá usar o orçamento da área, melhor.

Qual é a meta do Marketing?

Você já deve ter percebido que, para criar seu orçamento de marketing, é preciso definir o que será feito durante o ano. E essa definição é feita com base nas metas do Marketing.

Portanto, você não vai partir de um número aleatório para criar o seu orçamento. Para fazer sentido e trazer eficiência para a operação, os gastos precisam estar bem fundamentados e linkados aos objetivos que a empresa quer atingir.

Por outro lado, não adianta definir metas arrojadas se a empresa não tem um valor equivalente para investir em Marketing. A diretoria da empresa precisa ter equilíbrio na hora de definir seus objetivos e o orçamento disponível.

Assim, para definir as metas do Marketing, é preciso considerar algumas etapas:

  • ter objetivos estratégicos da empresa em mãos;
  • entender o funil de vendas da empresa;
  • fazer uma projeção de vendas da empresa;
  • definir as principais estratégias a serem trabalhadas.

📖 Saiba mais em: Metas de Marketing: o que são e como definir de forma estratégica

Como definir o Orçamento de Marketing?

Existem várias abordagens para determinar o orçamento de marketing, e a escolha da melhor abordagem depende das metas da empresa, do setor, da concorrência e de outros fatores.

Aqui estão algumas das abordagens mais comuns:

  • Percentual: quando uma porcentagem fixa das vendas ou do orçamento total da empresa é alocada para o Marketing. Em 2022, as empresas investiram entre 6,4% e 9,5% de suas receitas em marketing, segundo pesquisa da Gartner, uma boa média para se ficar de olho.
  • Base Zero: o orçamento de marketing é determinado a partir do zero, sem levar em consideração os orçamentos anteriores. Assim, cada atividade de Marketing é justificada independentemente, com base em seu potencial de retorno sobre o investimento. É uma boa opção para empresas e startups que estão iniciando sua operação.
  • Incremental: utiliza os dados históricos da empresa para projetar o orçamento futuro. Dessa forma, considera-se o orçamento do período anterior para construir os seguintes, considerando os ajustes na estratégia e dando celeridade para a operação.

É importante notar que não existe uma abordagem única, que funcione para todas as empresas. E, muitas vezes, uma combinação de métodos é utilizada para criar um orçamento de marketing mais abrangente e eficaz.

Além disso, é fundamental revisar e ajustar o orçamento regularmente, com base nas mudanças do mercado e no desempenho do setor e da empresa.

📖 Leia também: Estudos no Brasil e no mundo apontam para o crescimento do investimento em marketing Digital

Quais erros não cometer ao definir o Orçamento de Marketing?

O objetivo deste artigo é te ajudar a criar um orçamento de marketing eficiente, capaz de nortear o sucesso da sua estratégia de Marketing.

Por isso, é importante ficar de olho em alguns erros comuns, mas que não devemos cometer se queremos atingir bons resultados. Confira a seguir! 

Desconsiderar o ciclo de vida do produto

Ignorar a fase do ciclo de vida do produto pode resultar em uma alocação de orçamento inadequada. Isto porque produtos em diferentes estágios exigem estratégias de Marketing distintas, e o orçamento deve refletir essas necessidades.

Por exemplo, as empresas podem alocar mais recursos para o Marketing no momento de introdução do produto no mercado, e reduzir os gastos à medida que ele se torna mais estabelecido.

Não calcular o retorno sobre investimento (ROI)

Ignorar o ROI pode resultar em gastos excessivos em atividades de Marketing que, na verdade, não geram um retorno tão significativo para a empresa. Dessa forma, é preciso avaliar regularmente o desempenho das campanhas e ajustar o orçamento com base nesse indicador.

Deixar as tendências do mercado de lado

Deixar de acompanhar as tendências do mercado pode te levar a investir em estratégias desatualizadas ou mesmo ineficazes. Assim, é importante adaptar o orçamento de marketing às mudanças no comportamento do consumidor e nas práticas do setor.

Ficar de olho nas novas tecnologias, como a inteligência artificial, e em novos canais de aquisição, a exemplo das redes sociais que surgem periodicamente, pode te ajudar — e muito — a se manter atualizado.

Esquecer de revisar e ajustar regularmente

Um erro comum está em definir um orçamento e não revisá-lo ao longo do tempo. Mas, sabemos que as condições de mercado, o impacto da concorrência e o próprio desempenho das campanhas podem mudar — e o orçamento de marketing precisa acompanhar o contexto e ser ajustado quando necessário.

Não integrar o Marketing a outras áreas

Falhar em integrar as estratégias de Marketing com outras áreas da empresa, como vendas e atendimento ao cliente, pode levar a uma abordagem desconectada. Além disso, a colaboração entre departamentos pode otimizar o uso dos recursos e tornar a operação ainda mais eficiente em busca dos mesmos objetivos.

💡 Dica da RD: Uma das melhores alternativas para manter as equipes na mesma página é utilizar softwares integrados, como RD Station Marketing e RD Station CRM. Eles permitem acompanhar a jornada do cliente, entender os resultados e ter uma visão geral da estratégia.

Bruna Dourado

Bruna Dourado

Quem escreveu este post

Bruna Dourado é Produtora de Conteúdo na RD Station. Formada em Publicidade e Propaganda, com Pós-Graduação em Marketing e Growth e mais de 8 anos de experiência no Marketing Digital, em empresas de Tecnologia, Inovação e Marketing.

Veja também

Marketing
Saiba como deixar seus clientes mais satisfeitos com o atendimento via chat do time de Suporte
Marketing
Comunicação assíncrona: o que é, boas práticas e ferramentas
Marketing
Desvendando mistérios de RankBrain: o que é, como funciona e como pode influenciar seu posicionamento no Google