Growth Marketing: o que é e como adotar essa estratégia na sua empresa

Antes de mais nada, saiba que Growth Marketing e Growth Hacking não são a mesma coisa; entenda as diferenças e como usar essa estratégia de marketing

Growth Lovers
Growth Lovers14 de fevereiro de 2023
Marketing Day 2024: Inscreva-se!

Growth Marketing é uma estratégia que tem como objetivo trazer mais clientes para uma empresa, criando relacionamento e aplicando boas práticas de crescimento no decorrer do processo. Ele é voltado à experimentação e ao levantamento de hipóteses, mas não é sinônimo de Growth Hacking.


Então você ouviu falar de Growth Marketing, e ficou interessado nessa tendência no mercado? Provavelmente está pensando em trabalhar nessa área, ou está pensando em ter alguém que entenda do assunto em sua equipe para melhorar as vendas

Ter uma área de growth (crescimento) na empresa está aos poucos se tornando uma obrigação. E mesmo para aqueles que já possuem uma, é preciso se atualizar com novas práticas do mercado para não ficarem desatualizados. 

Vamos tentar responder algumas perguntas neste texto, como:

  • Como inaugurar essa área na minha empresa? 
  • Por onde começar? 
  • Qual a importância do Growth Marketing em um negócio?

Não importa qual seja sua dúvida ou curiosidade a respeito do assunto, hoje vamos dar um overview completo sobre o tema. Você vai entender, também, como o Growth Marketing se assemelha ao Growth Hacking, que pode ser considerado como seu irmão mais velho.

RD Station

Marketing Digital na prática e sem enrolação

Mais de 200 mil pessoas já se desenvolveram com os cursos da RD University.

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Afinal, o que é Growth Marketing?

O Growth Marketing é uma estratégia que tem como objetivo trazer mais clientes para uma empresa, criando relacionamento e aplicando boas práticas de crescimento (um pouco de Growth Hacking) no decorrer do processo.

Isso é feito, muitas vezes, criando maneiras inovadoras e criativas de chamar atenção de novos públicos, gerar interesse e conexão e reter essas pessoas com a marca ou produto.

Uma das maiores características do Growth Marketing é que ele é uma estratégia de longo prazo, pois o que está em foco é toda a jornada de compra e de retenção dos usuários, e não somente alavancas de crescimento e de receita, que é o caso do Growth Hacking (falaremos disso adiante).

O objetivo central sempre gira em torno de melhorias na empresa, fazendo com que consigam economizar recursos ou que aumentem a receita.

Portanto, quando você vê uma empresa pedindo vaga nessa área – o que é bem comum fora do país – já pode imaginar uma área ou cargo onde é necessário conhecer um pouco de vendas, data analytics e Growth Hacking.

Como funciona essa estratégia (ou o que faz um Growth Marketer)?

Em termos práticos, um profissional de Growth Marketing terá um pensamento e linha de raciocínio voltados à experimentação e ao levantamento de hipóteses

Ou seja, esse profissional é um ótimo observador, que analisa dados e comportamentos relacionados ao usuário ou ao seu público. Assim, cria possíveis “saídas” para que a empresa tenha mais clientes, e claro, mais receita no fim do mês. 

Normalmente, quem trabalha com Growth Marketing já atuou em algum momento com outras áreas do marketing, como por exemplo tráfego (ads em geral) ou áreas de produto.

Por que você deveria estar utilizando o Growth marketing em sua empresa?

Por um motivo bem simples: as melhorias nos processos de marketing e vendas seriam inevitáveis. Os ensinamentos da área de crescimento são tão bons que se espalharam para outras áreas no mercado, que também se tornaram data driven (dirigido por dados) devido aos seus conceitos que “viralizaram” nos últimos tempos.

Não importa qual é o tamanho da empresa que você trabalha ou administra, ter a ajuda de um profissional que trabalha com esse assunto em específico é sempre bom. Caso ainda não tenha, invista em treinamentos ou contrate um analista/head de Growth Marketing.

Growth marketing

Quais são as diferenças entre Growth Marketing e Growth Hacking?

Com nomes tão parecidos e origens similares, será que existem diferenças em ambas áreas ou metodologias? Em primeiro lugar, o Growth Hacking apareceu um pouco antes, em 2010, um termo criado por Sean Ellis. 

Já o “marketing de crescimento” foi uma derivação, e não possui uma data exata de origem. 

Enquanto o Growth Hacking é uma metodologia veloz, bem amigável ao mundo das startups de crescimento acelerado, o Growth Marketing tem um approach de longo prazo. 

Mais do que procurar “brechas” e hacks milagrosos, ele pensa no desenvolvimento da empresa, e foca muito no usuário - mesmo depois das vendas.

Mas é ideal saber que muitos frameworks e metodologias são compartilhados por ambas. Por exemplo, o funil pirata do growth é utilizado em ambas as áreas, que usam para mapear as estratégias de venda e retenção. 

Então quando você precisar estudar modelos e frameworks de growth, estude material de Growth Hacking, e não de Growth Marketing. Isso porque você dificilmente encontraria algum. 

Alguns dizem que essas áreas ou nomenclaturas abordam a mesma coisa, apenas com nomes diferentes, mudando muito pouco quando falamos do trabalho prático no dia a dia. 

>> Leia mais: Growth Sales: o que é e como colocar a metodologia em prática + podcast com especialistas no tema

E quais as diferenças se comparado ao marrketing tradicional?

Aqui há bastante diferença. O marketing tradicional, característico pelos tempos pré internet, era movido a pesquisas de produtos e soluções no mundo offline, pensando muito em “praças” e questões regionais. 

A mensuração de resultados era um tanto obscura, pois calcular um ROI (return over investment) seria inviável quando pensamos em panfletos, anúncios na rádio ou na televisão. 

Já o Growth Marketing tem a vantagem de ver os resultados das campanhas em tempo real, graças ao mundo online. Outro ponto é que o ele possui uma carta na manga muito importante, que é a adaptabilidade

Seus experimentos alteram produtos e soluções conforme as necessidades do mercado, e é comum haver experimentos nos canais digitais. Neles, é muito mais fácil aplicar testes e hipóteses para obter crescimento.

Entenda as fases do Growth Marketing

Existe um passo a passo ou trajetória para conseguir ter resultados com a aplicação do Growth Marketing. Nesse processo, existem algumas fases, mas vamos abordar as 4 principais:

1. Análise dos dados (do público e da empresa)

Aqui é necessário gerar e coletar dados qualitativos e quantitativos sobre seu negócio. Eles vão estabelecer qual tipo de melhoria ou lacunas que são existentes na empresa. 

Caso os dados ainda não estejam sendo coletados e analisados da melhor maneira possível, é ideal voltar um passo atrás e aprender mais sobre uso de dados no marketing.

2. Priorização 

Essa é a fase onde é decidido quais tipos de ações e projetos são criados para que a equipe de growth fique focada nas próximas semanas – ou até meses. 

Nesta etapa é muito comum as reuniões, brainstormings e a utilização do Ice Score.

3. Execução

Como o nome já diz, é aqui que colocamos os experimentos para rodar.

O ideal é que haja um limite de experimentos e variáveis, pois do contrário, ficará imperceptível qual das ideias foi a que originalmente rendeu o crescimento ou a falha do projeto. 

4. Análise dos resultados

Muitos pensam que a execução é a fase final do processo. Negativo pessoal!

Quem trabalha nas áreas de projetos, produto e growth devem saber desde já que essas etapas são cíclicas. Dessa forma, é necessário entender o que deu certo e o que deu errado na fase anterior.

Por isso, é fundamental que o head de Growth Marketing sempre tenha um backlog ou “controle” com as ações dos últimos meses.

Como adotar o Growth Marketing em uma empresa?

Explicamos tudo sobre o que é Growth Marketing, quais suas diferenças e vantagens de ser aplicado em uma empresa. Agora vamos responder outra pergunta: como aplicamos ele em uma empresa?

Existem algumas formas de se tornar uma empresa que se importa com dados e com táticas de crescimento. Mas em resumo, há 3 principais caminhos para você:

  1. Contratar alguém da área, mesmo que seja alguém júnior;
  2. Investir em treinamento, seja para você ou sua equipe;
  3. Contratar consultores de Growth, que vão ajudar na construção do time.

Um fator não exclui o outro. Mesmo que você tenha contratado alguém, é ideal que faça algum curso sobre Growth Hacking e que comece a colocar alguns projetos para rodar em sua empresa.

Saber mais sobre o assunto não é necessariamente uma skill boba para colocar no LinkedIn, mas sim algo que pode realmente mudar a forma que você faz negócios.

Outro ponto importante é que existe uma crença que somente se pode contratar pessoas seniores para tais cargos. Contudo, não existe tanta gente assim disponível com anos de experiência, mas sim muitos com vontade de colocar em prática o que sabem, mesmo com menos de 1 ano de experiência.

Implementando a mentalidade aos poucos

Implementar o growth em uma empresa não é apenas uma questão de contratação, mas também de comportamento.

Então para aqueles que desejam implementar o método, a dica é implementar o growth mindset nas pessoas. Dessa forma, as reuniões, os processos e os objetivos das equipes vão mudar naturalmente, pois estarão acostumados com a metodologia e as boas práticas, que são várias.

Bom, com essa dica de contratação e implementação vamos encerrar o artigo de hoje. Esperamos que tenhamos tirado suas dúvidas e que você consiga, o quanto antes, implementar o Growth Marketing em sua empresa.

RD Station

Saiba de quais canais vêm as melhores oportunidades de negócio e a maior quantidade de visitas para seu site!

Não consegue comprovar ROI de mídia paga? Nem mostrar a eficiência dos emails? Use o RD Station Marketing e a Análise de Canais que traz todas as oportunidades de cada canal online da sua estratégia! Faça um teste gratuito de 10 dias.

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.
Growth Lovers

Growth Lovers

Veja também

Marketing
Sean Ellis: conheça o profissional que criou o termo “growth hacker”
Marketing
Facebook começa a testar anúncios em meio aos vídeos
Marketing
9 dicas para gestão à distância da sua operação de Marketing e Vendas