Tendências de Vendas para 2024: conheça as 7 apostas da RD Station

Saiba o que esperar para o setor no próximo ano e entenda como se preparar para aproveitar as oportunidades que chegam com a Inteligência Artificial e outras tecnologias.

Bruna Dourado
Bruna Dourado8 de dezembro de 2023
Panoramas de Marketing e Vendas 2024

Já parou para olhar quais são as tendências de Vendas para 2024? Não é de agora que Vendas tem uma relação mais forte com a tecnologia. Esse setor passou por uma verdadeira transformação digital e agora vem amadurecendo no uso de ferramentas e canais digitais.

E o futuro do setor não é diferente. Em 2024, vamos continuar vendo os times de Vendas cada vez mais próximos da tecnologia e dispostos a evoluir suas estratégias digitais. Com isso, podemos enxergar um crescimento de canais e formas de atuação que antes eram pouco exploradas.

Para te deixar por dentro das novidades, reunimos neste artigo as tendências de Vendas para 2024. Continue a leitura e saiba como começar a incluí-las no seu plano de Marketing e Vendas.

Por que acompanhar tendências de Vendas?

Segundo o Panorama de Vendas 2023, produzido pela RD Station, 93% dos profissionais da área de Vendas concordam que bons resultados dependem de um processo de vendas bem estruturado.

Atualmente, a tecnologia tem ajudado o setor a definir e colocar em prática processos mais eficientes e que permitam alcançar melhores resultados. No entanto, segundo a mesma pesquisa, 71% das empresas não bateram suas metas de vendas em 2022. 

Por isso, é importante entender quais são as previsões para o setor em 2024 e como colocá-las em prática pode ajudar as empresas a vender mais e crescer.

Tendências de Vendas para 2024 que são apostas na RD Station

Ao analisar dados e conhecer a opinião de profissionais do setor, separamos as tendências de Vendas que são apostas da RD para o próximo ano.

Confira cada uma delas e como os times podem incluir no planejamento e na rotina de trabalho, trazendo mais resultados para as empresas.

1 - WhatsApp como canal de vendas

O WhatsApp é uma das apostas da Meta, que já entendeu que a ferramenta de mensagens instantâneas também apresenta um grande potencial para os negócios. Não é à toa que a gigante das redes sociais está focada em otimizar a experiência e trazer novidades para promover negócios no chat.

Mais de 96% da população brasileira é usuária ativa do WhatsApp, segundo pesquisa da Statista, o que faz dele o principal app usado no país. 

Diante dessas informações, times comerciais de diversas empresas já têm adicionado o canal em sua estratégia. Tanto é que 86% dos respondentes do Panorama de Vendas 2023 afirmam que esse é o canal mais utilizado pelo time de Vendas.

No entanto, a ferramenta não entra no fluxo de Vendas apenas para tirar dúvidas e continuar o atendimento de clientes atuais.

Prospectar e nutrir clientes em potencial também é um dos usos que tem ganhado força. Isto porque estamos falando de um canal que leva maior celeridade para o atendimento, encurtando a etapa de negociação, além de permitir uma relação mais próxima com os clientes. 

Sobre o assunto, confira um trecho da entrevista com Gustavo Broilo, Diretor de Vendas da RD Station, no RD Summit Live Show.

Por outro lado, apenas 21% dos times têm o WhatsApp integrado com o CRM de vendas, ainda segundo o Panorama de Vendas 2023. E esse dado mostra a necessidade da implementação de um processo mais eficiente, para levar as informações de uma plataforma para a outra.

Dica da RD: Por meio do WhatStation, você usa as principais funcionalidades do RD Station CRM no WhatsApp Web, para criar, atualizar e registrar negociações sem sair dele.

2 - IA para produtividade e dados

O uso de ferramentas de IA em Marketing e Vendas é uma das grandes tendências do setor. Após uma explosão de novidades sobre Inteligência Artificial, 2024 deve ser o ano em que as empresas vão encontrar bons cases de uso para a tecnologia.

De acordo com um relatório da McKinsey, empresas que implementaram a IA nos seus departamentos de Marketing e Vendas viram as receitas aumentar de 5% a 15%, junto com uma redução de custos de 10% a 20%. Esses números mostram, na prática, como essa tecnologia pode trazer resultados positivos para as empresas.

Atualmente, já podemos vislumbrar a produtividade como principal foco do uso de Inteligência Artificial em Vendas. Dessa forma, será possível aumentar a eficiência dos times, usando a IA em atividades repetitivas, além de possibilitar a personalização de materiais em grande escala.

Outra aplicação da IA em Vendas é a previsão de tendências de mercado, por meio da análise de dados e da busca por padrões e anomalias. Neste sentido, os times poderão ficar melhor alinhados ao comportamento do consumidor, reconhecendo necessidades atuais e oferecendo soluções de forma otimizada.

Confira alguns exemplos da aplicação de IA em Vendas no vídeo a seguir, retirado do curso gratuito PEACE: Metodologia para Gestão de Vendas, da RD University.

Leia também: Inteligência Artificial para Vendas: conheça vantagens e como começar a usar

3 - Omnicanalidade gerando valor

Se você trabalha com Vendas, provavelmente já sabe que garantir uma boa experiência de compra para o cliente é essencial para garantir bons resultados. E a omnicanalidade tem como objetivo justamente proporcionar uma experiência consistente nos diversos canais da empresa.

Isso significa que o cliente pode alternar entre os canais disponíveis e continuar recebendo um atendimento unificado e de qualidade. 

Neste sentido, 90% dos consumidores acreditam que a empresa deve ter uma estratégia de atendimento ao cliente integrada em todos os canais de vendas, segundo a pesquisa Omnicanalidade no Brasil, realizada pela Bornlogic e Opinion Box.

No entanto, ser omnichannel requer mais do que integrar pontos de contato. Além da integração, as empresas precisam apostar em personalização e no estreitamento da relação entre empresa e cliente.

Dessa forma, ferramentas de automação conversacional e inteligência artificial podem ser usadas para garantir uma experiência integrada e consistente, capaz de atender as necessidades e oferecer valor para o cliente.

Neste sentido, assista a um trecho da entrevista com Alfredo Soares, fundador do G4 Educação e Xtech, no RD Summit Live Show.

Dica da RD: Centralize todo o seu atendimento com a plataforma RD Station Conversas por Tallos, para conversar com seu público e integrar todos os canais, inclusive o WhatsApp.

4 - Vendas e Marketing integrados

Para 52% dos entrevistados no Panorama de Vendas 2023, ter integração entre as essas áreas é a iniciativa mais importante para a entrega de resultado de Vendas. Dessa forma, conectar Marketing e Vendas é um dos passos para conseguir crescer de forma previsível. 

Existe um caminho natural quando falamos dessas duas áreas: enquanto o time de Marketing procura atrair novos Leads, o time Comercial tenta convertê-los em Vendas. Assim, são atividades claramente complementares e que poderiam andar em conjunto.

Portanto, já não faz mais sentido as duas áreas andarem de forma separada. Por isso, se o objetivo da sua empresa é continuar crescendo – seja em faturamento, número de funcionários ou tamanho físico – é importante considerar uma plataforma unificada, além de ferramentas integradas.

O grande benefício, no fim das contas, é trazer uma melhor experiência do Lead durante sua Jornada de Compra. E a consequência está na maior previsibilidade dos resultados. Isso porque a maior visibilidade de dados e os processos mais escaláveis facilitam o caminho do crescimento previsível.

Os sistemas devem estar alinhados aos objetivos do negócio junto de Marketing e Vendas. Com tudo centralizado, independentemente da localização dos times, fica mais fácil ter uma visão completa e unificada, movimentando as alavancas de crescimento.

Confira a fala da Érika Tornice, Chief Revenue Officer na RD Station, durante o RD Summit Live Show 2023:

Dica da RD: Para manter as equipes na mesma página, utilize softwares integrados, como RD Station Marketing e RD Station CRM. Eles permitem acompanhar a jornada do cliente, entender os resultados e ter uma visão geral da estratégia.

5 - Experiência do cliente ainda mais personalizada

O público recebe mensagens das marcas o tempo todo, nas redes sociais, no email e por telefone. No entanto, as mensagens em massa não estão atendendo as necessidades do consumidor.

É o que reflete a pesquisa da Mckinsey, que descobriu que 71% dos consumidores esperam que as empresas entreguem iterações personalizadas.

A personalização das mensagens é cada vez mais uma forma de se diferenciar e conseguir a atenção das pessoas, aproximando-as das empresas. E isso acontece porque o destinatário se envolve mais quando o remetente conhece suas necessidades e como se comunicar com ele.

Usar a personalização pode reduzir os custos de aquisição de clientes em até 50%, segundo a mesma pesquisa. E tecnologias como a automação e a Inteligência Artificial generativa podem permitir a hipersegmentação e a personalização das mensagens em diferentes canais de mensagem direta, inclusive nas redes sociais.

Ainda, completa Eduarda Vescovi, Coordenadora de Vendas na RD Station:

Use as redes sociais com foco em vendas e capacite os times para usar plataformas de mídia social de maneira eficaz na construção de relacionamentos e na identificação de oportunidades.

Leia também: Web personalization: o que é e por que é tão importante?

6 - Atenção à privacidade de dados

Com o crescente desenvolvimento de novas tecnologias e o crescimento de grandes empresas de mídias sociais, a privacidade de dados é uma discussão que ganhou força nos últimos anos.

Segundo pesquisa global da OpenText, 82% dos consumidores têm preocupações sobre como as organizações estão usando seus dados. Já 87% não fariam negócios com empresas se houver preocupações sobre suas práticas de privacidade, segundo relatório da Mckinsey.

Dessa forma, seguir boas práticas de proteção de dados e usar ferramentas capazes de garantir a segurança das informações dos consumidores passa a ser essencial para as empresas. 

Para os times de Vendas, é importante começar a investir em ferramentas e práticas que atendam aos preceitos da LGPD, garantindo a segurança dos dados de seus clientes. E usar dados capturados pela própria empresa, os chamados first-party data, e não por terceiros, aumenta ainda mais a robustez da segurança dessas informações.

Leia também: Política de Privacidade: o que é, sua relação com estratégias de Marketing e Vendas e como fazer de acordo com a LGPD

7 - Sustentabilidade nos negócios

Além da sustentabilidade ecológica, a sustentabilidade nos negócios também é um assunto que vem ganhando a atenção das empresas. Não é à toa que a expressão ESG, sigla para governança ambiental, social e corporativa, foi tão usada nos últimos anos.

Mais importante do que crescer, é conseguir prever e manter esse incremento nos resultados da empresa ao longo do tempo.

Por isso, ter o controle do crescimento é um fator importante para planejar as ações que irão sustentar esse resultado. Afinal de contas, o crescimento das Vendas precisa ter suporte na capacidade operacional do negócio.

Para os times de Vendas, ser sustentável significa organizar melhor o processo comercial, olhando para todo o funil de vendas. Dessa forma, é possível estabelecer o número necessário de oportunidades que se precisa conquistar para atingir a meta, aproveitando melhor ações, canais e ferramentas para incrementar os resultados.

Para Thiago Rocha, Gerente de Growth na RD Station: 

Os times de Marketing e Vendas precisam definir metas claras, projetar o funil reverso a partir dessas metas e analisar a capacidade de entrega da empresa. Assim, é possível manter um crescimento consistente e ter um negócio sustentável.

Dica da RD: conheça o manifesto sobre crescimento previsível e comece a implementar essa prática no seu time.

Como usar as tendências de Vendas no seu planejamento para 2024 

Sabemos que crescer está nos planos de toda empresa. Só que vivemos em um mundo com tanta informação que fica cada vez mais difícil encontrar quais são de fato as melhores oportunidades.

A lógica é simples: à medida que os compradores continuam a adotar novas ferramentas digitais, eles também buscam mais informações – seja nos canais online ou com representantes de vendas – para tomar as melhores decisões. Isso demanda que os times também estejam preparados, contando com práticas e tecnologias que tragam um diferencial competitivo.

No entanto, não adianta pensar em usar novas ferramentas ou tecnologias sem antes saber o principal objetivo que elas precisam cumprir para área de Vendas. E ele precisa ser um só: melhorar a comunicação com os clientes.

O grande diferencial que a tecnologia proporciona é manter uma comunicação contínua e direcionada para resolver os problemas que os clientes enfrentam. Por isso, usar o potencial das ferramentas para esse fim pode ser o caminho ideal.

Portanto, aproveite as oportunidades que as tendências de Vendas oferecem, entendendo quais atendem as necessidades do seu público e do seu negócio.

Bruna Dourado

Bruna Dourado

Quem escreveu este post

Bruna Dourado é Produtora de Conteúdo na RD Station. Formada em Publicidade e Propaganda, com Pós-Graduação em Marketing e Growth e mais de 8 anos de experiência no Marketing Digital, em empresas de Tecnologia, Inovação e Marketing.

Veja também

Vendas
Como fazer vendas por indicação? Aprenda a aproveitar os seus clientes mais satisfeitos
Vendas
Produtividade em Vendas: tudo o que você precisa saber para aumentar a produtividade da sua equipe
Vendas
Aprenda a calcular os principais indicadores de satisfação de clientes