Social commerce: o que é e como usar as redes sociais para potencializar as suas vendas

Social commerce é a estratégia de vendas que usa as redes sociais para alavancar vendas e alcançar novos clientes

Resultados Digitais
Resultados Digitais26 de junho de 2023
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

O que o comércio eletrônico e as redes sociais têm em comum, além de funcionarem no meio digital? Se você respondeu que ambos caíram nas graças dos brasileiros, acertou.

Se por um lado as redes sociais são populares desde os tempos do Orkut, o ecommerce se consolidou e expandiu entre os consumidores principalmente desde 2020 por causa da pandemia. Ela levou a uma aumento no número de lojas virtuais, gerando, por consequência, uma concorrência mais acirrada.

É nesse cenário que surge o Social Commerce, uma estratégia que une os dois “mundos”: é o comércio eletrônico usando as redes sociais como uma oportunidade de se conectar com os consumidores de novas maneiras. Com a estratégia certa, ele ajuda a aumentar a visibilidade da marca, aprimorar a experiência do cliente e impulsionar as vendas.

Então, por que não dar uma chance ao Social Commerce? Para isso, reunimos neste artigo as principais perguntas que respondem às principais dúvidas da estratégia, além de apresentar as dicas que ajudam a implementá-la no seu negócio digital. Continue lendo.

RD Station

Aprenda o que realmente importa em Marketing Digital e Vendas com quem entende de verdade

Mais de 200 mil pessoas já se desenvolveram com os cursos da RD University. Comece agora você também!

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

O que é social commerce?

Social Commerce é a estratégia de vendas que usa as redes sociais para alavancar vendas e alcançar novos clientes. Ou seja, surge com a proposta de preparar conteúdos irresistíveis e estruturar suas redes de forma que você possa vender mais e atrair novos clientes.

As redes sociais se tornaram parte essencial do cotidiano da maioria das pessoas. Com o passar do tempo, fica cada vez mais difícil encontrar alguém que não tenha se rendido a alguma das redes mais populares, as maiores plataformas são, hoje, canais informativos e de entretenimento.

Em paralelo, as gigantes do mercado trabalham para lançar novas ferramentas que facilitem a integração de produtos e lojas virtuais, transformando suas plataformas em verdadeiros canais de venda.

Como funciona o Social Commerce?

O Social Commerce funciona permitindo que os consumidores comprem produtos ou serviços diretamente de uma postagem ou anúncio de mídia social.

Isso pode ser feito usando botões de “comprar agora” incorporados em postagens de mídia social, ou por meio de lojas virtuais criadas dentro de plataformas de mídia social, como o Facebook Shop ou o Instagram Shopping.

Leia mais: Dicas do TikTok para seu vídeos terem mais visualizações

Quais os tipos de Social Commerce existentes?

Entre os principais tipos de Social Commerce que você pode aplicar no seu negócio estão:

Entre pessoas

Este tipo de Social Commerce envolve transações entre indivíduos, geralmente através de plataformas de mídia social que permitem vendas Peer-to-Peer (P2P), como o Facebook Marketplace.

Compras coletivas

Sites de compras coletivas, como o Groupon, são outra forma de Social Commerce. Eles permitem que os usuários se agrupem para comprar produtos ou serviços com desconto.

Compras colaborativas

As compras colaborativas envolvem a colaboração entre os consumidores para tomar decisões de compra. Isso pode ocorrer através de fóruns de discussão ou chats de grupo.

Vendas em redes sociais

As vendas em redes sociais ocorrem quando as empresas vendem produtos diretamente através de suas páginas de mídia social.

Fóruns e chats

Os fóruns e chats de compras são plataformas onde os consumidores podem discutir produtos e compartilhar recomendações.

O impacto do social commerce 

Novas correntes e tendências são criadas e disseminadas nas redes todos os dias. O TikTok se tornou uma febre mundial, com a geração Z (aqueles nascidos entre o fim da década de 1990 e 2010) assumindo a frente na produção de novos conteúdos. 

Músicas lançadas há anos ganham pós-vida graças a vídeos virais. Novos influencers nascem graças ao poder de um único vídeo. Pessoas comuns alcançam a marca de milhões de seguidores com conteúdos de seu cotidiano. Esses são apenas alguns exemplos do alcance e poder das redes sociais. 

Segundo estudo feito pelo site We Are Social, o brasileiro passa, em média, 3 horas e 46 minutos por dia nas redes sociais. Esse é um tempo considerável consumindo conteúdo. Por isso, muitas marcas já entenderam que é importante que elas também estejam na disputa por alguns desses segundos. 

Com isso em mente, fica claro que, com uma estratégia assertiva, existe também um público a ser atingido pelo seu negócio por meio dos conteúdos que você produzir.

Leia também: Saiba em detalhes o que é o Pinterest e como usar essa rede social para atrair clientes

Quais as vantagens do social commerce?

O Social Commerce proporciona cinco vantagens principais. Confira:

1. Visibilidade e autoridade para a marca: as redes sociais permitem que as empresas alcancem um público amplo e aumentem a visibilidade da marca.

2. Aproximação com o consumidor: as redes sociais permitem uma interação mais direta e pessoal com os consumidores.

3. Publicidade direcionada: as plataformas de mídia social oferecem ferramentas de segmentação avançadas que permitem às empresas direcionar seus anúncios para o público certo.

4. Praticidade: o Social Commerce permite que os consumidores comprem produtos diretamente de suas plataformas de mídia social favoritas, tornando o processo de compra mais conveniente.

5. Experiência atrativa: o Social Commerce facilita que as empresas criem experiências de compra envolventes e personalizadas para os consumidores.

Como produzir conteúdos para social commerce

Outro fator importante para o sucesso da sua estratégia é o tipo de conteúdo que você produz. Afinal, suas postagens são o principal fator de atração para sua marca. Abaixo, listamos algumas dicas para que seus conteúdos estejam alinhados com o que mais prende atenção e rende compartilhamentos hoje em dia. Confira: 

Capriche nas imagens do que estiver vendendo

Investir em fotos profissionais do seu produto pode ser a diferença entre um usuário escolher sua marca ou a concorrência. 

Você já deve ter esbarrado em fotos de comida de baixa qualidade, de um ângulo desfavorável ou com um flash desnecessário. Em contrapartida, marcas famosas investem em imagens profissionais, muitas vezes, até em vídeos com efeitos, mostrando cada detalhe do produto.

Imagine bem: uma imagem bastante comum no mundo da publicidade é a de uma pizza sendo mordida em câmera lenta, com um fio de queijo derretido suspenso. Outras pizzarias apresentam fotos escuras de suas pizzas, dentro de uma caixa ou, muitas vezes, com um flash muito próximo. 

Imaginou? O efeito disso no psicológico das pessoas é que um produto pode tanto causar aversão, quanto despertar desejo e urgência pelo artigo. Isso mostra o quão importante é ter fotos de qualidade no seu feed. 

Leia também: Unboxing: descubra como usar essa estratégia para atrair mais clientes

Escreva textos simples e com parágrafos curtos

Essa é uma técnica bastante usada em diversas áreas do marketing. Escreva sempre com simplicidade e com frases e parágrafos curtos. 

Parágrafos curtos têm maior probabilidade de prender a atenção dos leitores e fazer com que eles leiam até o final. Ao escrever de forma simples, evitando palavras rebuscadas, você estabelece uma comunicação mais direta e familiar com seus clientes.

Ao final de cada texto, tente incluir uma chamada para ação, convidando o leitor a realizar uma ação clara: clicar no link na bio, compartilhar a publicação, fazer um pedido no link do WhatsApp ou usar um gerador de QR Code para facilitaro contato.

Faça parcerias com influencers

Há pouco tempo, apenas celebridades com cachês elevados eram contratadas para fazer a divulgação de marcas e produtos. Isso mudou com as redes sociais e o surgimento de pessoas comuns que, por algum motivo, conquistaram uma legião de seguidores fiéis. 

Você também não precisa se preocupar em contratar influenciadores com os maiores números do mercado. Hoje, nano e micro influenciadores, mesmo com números menos expressivos, podem ter uma relação mais próxima e de maior confiança com seus seguidores, trazendo a atenção que você precisa para sua marca.

Por meio de parcerias de transmissões ao vivo ou posts e Stories patrocinados, você tem a oportunidade de demonstrar seu produto, oferecer descontos exclusivos e, assim, atrair novos clientes por meio de compras por impulso. 

Ao escolher influenciadores do seu nicho de mercado, você garante que sua marca e conteúdos chegarão em pessoas que já demonstraram interesse no que você está vendendo.

Leia mais: Live commerce: conheça a tendência mundial capaz de multiplicar suas vendas

Produza conteúdos em vídeo 

Desde o lançamento e popularização do TikTok, conteúdos em formato de vídeo curto têm mostrado um grande potencial viral. Por conta disso, o Instagram lançou uma nova aba com um conteúdo equivalente: o Reels. 

Investir na produção de vídeos pode ter um resultado bastante positivo para seu negócio. Quando um vídeo seu viraliza, você pode alcançar centenas de milhares de novas pessoas. Nos melhores dos casos, milhões. 

Mantendo uma consistência no lançamento de conteúdos similares, além de atrair a atenção dos usuários, você aumenta as chances de conquistar novos seguidores, ou seja, novos potenciais clientes.

Dica da RD: aproveite para fazer o curso gratuito de Instagram e TikTok da RD University para entender melhor o funcionamento dessas redes sociais.

Curso de Instagram e TikTok Gratuito RD University

Como usar o Social Commerce no seu negócio: passo a passo

Agora que você entende o que é o Social Commerce e por que essa é uma estratégia importante, é hora de saber como começar a usá-lo em seu negócio.

Aqui está um guia passo a passo:

Crie uma conta comercial no Instagram ou outras redes 

Como o Instagram é a rede que concentra a maior porcentagem de vendas do social commerce, ela acaba sendo o ponto de partida dessa estratégia. Apesar disso, redes sociais como o Facebook e TikTok também podem ser do seu interesse.

O Facebook, por ainda concentrar um grande público e a integração com Instagram. O TikTok, por ser a rede social do momento. 

Vincule sua conta a uma loja virtual

Um passo importante é realizar a integração da sua rede com o seu ecommerce. Hoje, diversas plataformas oferecem essa opção, automatizando o processo de vendas e troca de informações entre as duas plataformas. 

Se ainda não tiver um ecommerce, recomendamos que você crie um. Uma loja virtual, além de facilitar processos de gestão, transmite mais seriedade para seu negócio, o que é de grande ajuda para conquistar a confiança dos seus clientes. 

>> Saiba mais: Curso de e-commerce: Aprenda tudo do zero.

Escolha os melhores itens do seu catálogo

Nem todos os produtos são adequados para o Social Commerce. Escolha produtos que são visualmente atraentes (capriche na produção e invista em fotos profissionais) e que provavelmente serão populares entre o seu público-alvo.

Mantenha o foco no cliente

Lembre-se de que o Social Commerce é sobre construir relacionamentos com os clientes. Mantenha o foco em suas necessidades e desejos.

Existem várias técnicas que podem ser usadas a fim de melhorar o engajamento das suas redes. No Instagram, por exemplo, o uso de ferramentas interativas, como enquetes e caixas de perguntas, é capaz de aumentar significativamente o alcance das suas publicações. 

Contrate influenciadores digitais

Os influenciadores podem ajudar a promover seus produtos e a construir confiança com o público. Um influencer early adopter, por exemplo, poder ser muito útilo no lançamento de um produto. Isso porque esse tipo de profissional costumar ser uma pessoa reconhecida como líder e super conectado, podendo ajudar a posicionar a marca.

Você pode buscar, também, alguém que é autoridade no seu mercado. Esse tipo de influenciador sabe mesmo sobre o que está falando, tendo forte ressonância sobre a comunidade envolvida. Seu endosso vale muito.

Incentive o conteúdo gerado pelo usuário

O conteúdo gerado pelo usuário, como avaliações e fotos de produtos, pode ajudar a aumentar a confiança e a credibilidade da sua marca. Tem a ver com o item anterior sobre influenciadores, com a vantagem de que, em geral, esse usuário é fã da sua marca.

Isso pode evoluir para uma comunidade,em que vários pequenos influenciadores de um assunto. Assim, sua marca acaba dominando a conversa em um determinado meio, aumentando a repercussão.

Estabeleça um cronograma de publicações 

Um dos fatores que tem grande influência nos níveis de engajamento de uma conta é a periodicidade das suas publicações. 

Ainda que você produza bons conteúdos, é importante pensar também na frequência das publicações. Redes com publicações muito antigas dão a entender que estão abandonadas, ou que o negócio fechou. Além disso, o algoritmo favorece contas que fazem novas publicações com uma certa regularidade. 

Monitore a reputação da marca e avalie o desempenho de suas ações

Use ferramentas de monitoramento de mídia social para acompanhar o que está sendo dito sobre sua marca e seus produtos. Use, também, ferramentas de análise para medir o sucesso de suas iniciativas de Social Commerce e fazer ajustes conforme necessário.

Análise e monitoramento precisava fazer parte de qualquer estratégia de Marketing Digital, e aqui não seria diferente. Isso possibilita desde uma reavaliação completa das ações até pequenas correções de rumo, quando são identificadas com agilidade.

Conte com as ferramentas certas

Ferramentas de automação de marketing como o RD Station Marketing, que entre outras vantagens, podem ajudar a gerenciar e otimizar suas iniciativas de Social Commerce. Um exemplo é a funcionalidade do Link na Bio, ideal para facilitar o acesso aos links dos produtos e serviços divulgados nas redes sociais.

Veja só como fica abaixo:

Vitrine virtual gerada pelo RD Station

Além disso, como dissemos acima, acompanhar os resultados é fundamental!

Analisar dados como quantos cliques os botões ou as postagens receberam pode te ajudar a entender que tipo de publicação chama mais a atenção do seu público. Consequentemente, você vai entender que tipo de chamada é mais atrativa para a sua persona.

Essas estatísticas são geradas automaticamente pela funcionalidade do RD Station Marketing, de forma que você pode criar, editar, publicar e analisar o seu link da bio em um mesmo lugar. Elas são apresentadas como na tela abaixo.

Tudo entendido sobre o social commerce?

Esperamos que você tenha entendido tudo sobre essa estratégia de vendas que segue em expansão, sem sinais de desacelerar. As redes sociais tornaram-se ferramentas poderosas de vendas e explorar esse potencial pode ser um fator decisivo para seu negócio. 

Com nossas dicas, você poderá produzir os melhores conteúdos, atrair novos clientes e, no melhor dos casos, conquistar seguidores fiéis para suas redes. Explore todo o potencial virtual da sua marca e alavanque seu negócio com o Social Commerce. 

E aproveite para testar gratuitamente o RD Station Marketing. Basta deixar seu email abaixo e começar a sua avaliação sem compromisso de 10 dias! Você vai entender como conectar melhor suas estratégias de redes sociais às suas ações de Marketing Digital como um todo.

RD Station

Crie o seu link da bio com o RD Station Marketing

Faça uma página personalizada com os posts da sua empresa em poucos minutos com um teste gratuito de 10 dias.

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

>>Post originalmente publicado em junho de 2022 pela Nuvemshop e atualizado em junho de 2023.

Resultados Digitais

Resultados Digitais

Veja também

Marketing
Copywriting: o que é, boas e más práticas, e tudo para você se tornar um(a) copywriter de sucesso [+ curso]
Marketing
Dashboard no Excel: veja como utilizar na prática + template gratuito para a área de Marketing
Marketing
O que significa cada uma das métricas principais do Google Analytics