Not Provided no Google Analytics: por que esse termo aparece entre as palavras-chave que trazem tráfego?

Entenda o que significa o termo Not Provided no Google Analytics e o que fazer para contornar o problema

Resultados Digitais
Resultados Digitais4 de abril de 2021
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

Quem usa o Google Analytics para encontrar oportunidades de otimizações já deve ter percebido o termo “(not provided)” entre as palavras-chave que trazem mais tráfego. 

A aparição desse termo no painel costuma prejudicar bastante as análises, uma vez que impossibilita a identificação de quais são as reais palavras que trazem aquele tráfego e, principalmente, o comportamento (conversões, páginas visitadas, tempo no site) dessas visitas.

Continue a leitura do artigo para entender o que significa o termo Not Provided no Google Analytics e o que fazer para resolver o problema!

  Quer mais dicas de SEO? Aproveite e baixe grátis o Guia completo do SEO, que mostra tudo o que você precisa para aparecer no Google.

eBook O Guia Completo do SEO

Tudo o que você precisa saber para ficar na primeira página do Google e atrair mais visitantes qualificados

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

O que significa Not Provided no Google Analytics?

Not Provided significa, em português, "não fornecido". Ou seja, quando esse termo aparece no Google Analytics, quer dizer que a plataforma optou não compartilhar com você os dados sobre determinadas palavras-chave. Essa mudança começou em 2011, quando o Google fez uma alteração em suas políticas. 

O problema é que, com isso, desconhecemos o que pesquisou a grande maioria dos usuários que chegam até o nosso site via Google. A implicação é que não conseguimos entender, por exemplo, qual palavra-chave é responsável por atrair mais tráfego, qual converte melhor os visitantes em Leads e o quanto os esforços para otimizar para uma palavra em específico têm sido recompensados com visitas e Leads.

>> Leia também: Google Analytics 4: o que mudou e como se preparar para o fim do Google Analytics Universal

Como driblar a falta de informações causada pelo Not Provided?

Recomendamos 5 tipos de ações que podem ajudar muito a driblar a falta de informações causada pelo Not Provided no Google Analytics:

1. Acompanhar a posição média das palavras-chave

Acompanhar a posição das palavras-chave é essencial para escolher melhor onde investir e monitorar os resultados atuais.

Você pode acompanhá-las usando o Google Search Console, que apresenta as principais palavras e sua média de resultados no relatório “desempenho”, inclusive a posição média:

not provided google analytics

Conhecer as palavras bem posicionadas ajuda muito a saber quais os termos que provavelmente geram mais tráfego e conversões, principalmente quando cruzamos essas informações com as do tópico que falaremos a seguir.

2. Verificar quais são as páginas de destino mais acessadas

É possível analisar, no Google Analytics, dentre as visitas vindas do Not Provided, quais são as páginas pelas quais os visitantes chegaram.

not provided google analytics

Se analisarmos para quais palavras essas páginas estão otimizadas, teremos uma boa ideia dos possíveis termos atraindo o tráfego. Se cruzarmos isso com as informações do Google Search Console, como mencionado no tópico anterior, essa análise fica ainda mais precisa.

3. Utilizar o Google Search Console no Google Analytics

Outra dica é vincular sua conta do Google Analytics ao Google Search Console, assim, você consegue ver seus dados do Search Console nos relatórios do Analytics e cruzar as informações de cada uma das plataformas.

not provided google analytics

O Google tem um tutorial de como associar as duas contas.

4. Investir em Ads

Quando a origem da busca não é orgânica, ou seja, é por anúncios no Google, conseguimos fazer o acompanhamento de todas as palavras buscadas.

Por esse motivo, pode ser interessante investir em Google Ads, o antigo AdWords, mesmo quando já estamos rankeados organicamente. A maior vantagem dessa ação será entender de uma forma bastante precisa o comportamento do usuário que vem por aquela palavra-chave.

  Tem dificuldade em criar campanhas no Google Ads? Veja um tutorial completo de como fazer no vídeo abaixo!

5. Usar o Google Trends

Outra opção é usar a ferramenta Google Trends para buscar termos mais precisos, como o nome da sua empresa.

Isso poderá dar uma ideia se as pessoas estão pesquisando no Google por essa palavra-chave e se a sua marca está se tornando mais conhecida.

Outra dica para melhorar as suas análises de SEO é contar com uma ferramenta profissional para auxiliar. Com o RD Station Marketing, você pode acompanhar o volume de buscas e a competitividade das palavras-chave para turbinar seus resultados, além de diversas funcionalidades que ajudam a gerar mais tráfego, converter e se relacionar com os Leads e gerar mais oportunidades de venda! 

Teste gratuitamente por 10 dias, é só preencher o formulário abaixo!

RD Station

Otimize seu site e suas Landing Pages para o Google com o RD Station Marketing

O RD Station Marketing é a melhor ferramenta para automação de Marketing Digital para sua empresa. Ele tem o painel de palavras-chave by SEMrush, que acompanha o volume de buscas e a competitividade de keywords para poder melhorar o posicionamento dos seus resultados nos buscadores. Faça um teste gratuito de 10 dias sem compromisso.

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Dica extra: drible o Not Provided com ferramentas terceiras

Se mesmo com todas essas dicas você não abre mão de ver as principais palavras-chave no painel do Google Analytics, existem ferramentas que podem te ajudar, como a Keyword Hero.

Ela reúne várias fontes diferentes de dados, incluindo o Google Analytics e o Search Console, e cruza essas informações usando inteligência artificial, enviando os dados para uma nova propriedade do Google Analytics, sem interferir com seus dados originais.

not provided google analytics

A ferramenta é paga, mas possui um plano gratuito com análise de até 2.000 sessões por mês e um período de testes.


Artigo publicado em abril de 2013 e atualizado em abril de 2021.

Resultados Digitais

Resultados Digitais

Quem escreveu este post

Resultados Digitais é o portal de conteúdo, mídia e educação da RD Station, líder no desenvolvimento de software (SaaS) voltado para o crescimento de médias e pequenas empresas. Sua plataforma de automação de Marketing e Vendas é líder no Brasil e soma mais de 50.000 clientes, em mais de 40 países.

Veja também

Marketing
Taxa de conversão: o que é e como calcular?
Marketing
5 dicas para melhorar interações com clientes através dos canais digitais
Marketing
Planejamento de carreira: como traçar um plano que auxilia no crescimento profissional