Marketing Dashboard: o que é, principais tipos e 7 métricas que você precisa acompanhar

Tomar decisões baseadas em dados é um fator importante para garantir o sucesso do seu negócio. Saiba como os dashboards de Marketing podem te ajudar a otimizar esse processo.

Janile Ramos
Janile Ramos18 de março de 2024
Panoramas de Marketing e Vendas 2024

Tomar decisões baseadas em dados é um fator importante para garantir o sucesso do seu negócio. Saiba como os Marketing dashboards podem te ajudar a otimizar esse processo.

Em um contexto digital, tomar decisões certeiras e ágeis é de extrema importância para tornar uma empresa mais competitiva. Por isso, o Marketing de dashboard se torna uma forma de otimizar a captação e interpretação de dados. 

Segundo o Panorama de Marketing, realizado pela RD Station, mais da metade dos profissionais de Marketing (56%) tem dificuldade de gerar relatórios ou fazer análises, porque a atividade ainda é muito manual.

Para se destacar no mercado e fugir deste cenário preocupante, neste artigo você poderá entender os tipos e como construir um painel de Marketing, além das principais métricas para acompanhar.

O que é um Marketing dashboard?

Um Marketing dashboard é um painel visual e interativo, que permite aos profissionais da área monitorar o desempenho das suas campanhas em tempo real. Dessa forma, é possível visualizar indicadores importantes, como taxa de conversão e taxa de abertura de emails, por exemplo. 

A seguir, veja o painel de Marketing do RD Station Marketing. Nesse exemplo, é possível criar dashboards personalizados, cruzar informações e ter a visibilidade do comportamento do Lead na sua jornada de compras. Aproveite para ver uma demonstração e entender como essa ferramenta funciona na prática.

A ideia é que as métricas se complementem e ajudem a contar qual é a trajetória do usuário que interage com a sua marca ou serviço. Podemos começar pelo site, analisando de onde vem os acessos, quantos são e quais ações são realizadas dentro dele. 

Além disso, é possível analisar os dados de campanhas visualizando indicadores como:

  • investimento;
  • volume de impressões;
  • cliques;
  • conversões;
  • visitas ao site;
  • cadastros. 

Também é importante considerar que o Marketing é o início da jornada. Assim, trazer métricas da área comercial, como taxa de conversão e CAC, pode te ajudar a ter uma visão mais ampla, direcionando esforços para as áreas de maior necessidade da operação.

Portanto, construir um Marketing dashboard é uma prática baseada em dados, já que, por meio de um único painel, os gestores podem obter uma visão clara das necessidades da empresa. 

Assim, é possível tomar decisões mais acertadas e melhorar a comunicação interna entre os membros da equipe de Marketing.

Como funciona o Marketing dashboard?

O Marketing dashboard funciona como uma central de controle que organiza e exibe os indicadores mais relevantes para o sucesso das suas campanhas de Marketing.

Eles permitem que profissionais e gestores tenham acesso rápido a dados cruciais para a análise de desempenho da operação. Portanto, facilitam a tomada de decisões estratégicas e a identificação de oportunidades para melhorias.

Na prática, esse tipo de ferramenta oferece uma visão completa do impacto das suas ações de Marketing. Desde o custo para atrair um potencial cliente até a satisfação e experiência desse cliente com a marca, produto ou serviço.

Quais são os benefícios de um Marketing dashboard?

A importância dos dashboards de Marketing é reforçada pelo fato de que, de acordo com o Panorama de Marketing, apenas 27% dos respondentes dizem não ter nenhum problema em comprovar o sucesso de suas ações. Isso revela uma lacuna significativa no mercado, no qual muitas empresas ainda lutam para interpretar seus dados de forma eficaz.

Nesse sentido, um Marketing dashboard eficiente ajuda a superar esse desafio e oferece grandes vantagens. A seguir, conheça as principais.

1.Facilitar organização de informações

No mundo acelerado do Marketing Digital, a agilidade na tomada de decisões é essencial. Por isso, ter uma organização estratégica e fácil acesso a informações importantes é fundamental. 

Os dashboards de Marketing são a solução ideal para isso, concentrando todas as métricas importantes em um único local, o que simplifica a análise do desempenho de suas campanhas.

Esses painéis são personalizáveis, permitindo que você adapte o conteúdo conforme as necessidades específicas de cada equipe ou cliente, tornando a gestão das métricas eficiente e centralizada.

2. Visualizar dados em tempo real

A capacidade de visualizar dados em tempo real é uma das maiores vantagens dos dashboards de Marketing. Por isso, a partir da flexibilidade de ajustar períodos de análise, esses painéis garantem que você esteja sempre informado sobre o desempenho atual das suas campanhas, sem atrasos ou perda de tempo com processos desnecessários.

Dessa forma, essa atualização contínua permite identificar rapidamente tanto obstáculos que podem estar prejudicando suas estratégias quanto oportunidades para potencializar seus resultados. 

3. Melhorar gestão de tempo da equipe

Por fim, utilizar esse tipo de ferramenta tem um impacto significativo na melhoria da gestão de tempo da equipe. Isso acontece porque não há mais a necessidade de realizar atividades manuais e demoradas, como a atualização e análise de planilhas e relatórios.

Utilizando dashboards, a equipe pode focar em atividades estratégicas, que estão em sintonia com os objetivos da empresa. Essa mudança não apenas melhora a eficiência no uso do tempo por parte dos colaboradores, mas também aumenta a produtividade geral.

Assim, a equipe pode investir mais esforços nas iniciativas que realmente contribuem para o avanço do negócio.

📖 Leia também: O que são KPIs e tudo o que você precisa saber sobre os Indicadores de Negócio

Principais métricas do Marketing dashboard para acompanhar

Na hora de construir o seu Marketing dashboard, é importante escolher as métricas essenciais para o seu negócio. Essa escolha será capaz de orientar melhor a análise e ajudar a guiar os próximos passos. 

Nesse sentido, algumas das informações que podem ser acompanhadas são:

1.Sessões no site

A métrica de sessões no site é um indicador fundamental para medir o volume e a qualidade do tráfego que um site recebe. Ela registra um conjunto de interações que um usuário realiza em um site durante um período específico, o que pode incluir:

  • visualizações de página;
  • cliques em links;
  • tempo de permanência;
  • e outras ações. 

Essa métrica é crucial para entender não apenas quantas pessoas visitam o site, mas também como elas interagem com o conteúdo durante suas visitas.

2. Fontes de tráfego

Compreender de onde vêm os visitantes do seu site — seja por pesquisa orgânica, tráfego pago, redes sociais ou outras fontes — é vital para determinar quais canais são mais eficazes em atrair clientes em potencial. 

Isso permite que as empresas identifiquem as estratégias mais bem-sucedidas. Dessa forma, é possível alocar recursos de maneira mais eficiente, maximizando o retorno sobre o investimento.

3. Leads captados

Os Leads captados representam a quantidade de pessoas que demonstraram interesse no segmento do seu produto ou serviço. 

Dessa maneira, conseguir organizar esses clientes em potencial pela fase do funil em que se encontram é importante para pensar em estratégias mais qualificadas.

4. Custo por Resultado

O Custo por Resultado (CPR) é o valor médio investido para alcançar um objetivo específico em uma campanha de Marketing, como obter um novo Lead ou concretizar uma venda.

Esse custo é calculado dividindo o total investido pela quantidade de resultados alcançados. Um CPR mais baixo significa que a campanha é mais eficiente e rentável, indicando que menos dinheiro foi gasto para atingir cada resultado.

A análise do CPR é crucial para entender quais estratégias e canais de Marketing são mais eficazes e oferecem melhor retorno sobre o investimento. Essa informação ajuda a otimizar o orçamento de Marketing, abrindo espaço para investirmos mais em métodos eficientes, ajustando ou interrompendo aqueles que não entregam bons resultados.

5. Retorno sobre investimento (ROI)

O Retorno sobre o Investimento (ROI) ajuda a medir o quão rentável financeiramente foi uma campanha ou estratégia.

Para obter essa métrica é necessário dividir o valor investido pelo retorno gerado. Assim, você consegue comparar diferentes resultados e determinar quais estratégias trazem maior retorno.

6. Taxas de conversão

A taxa de conversão pode ser entendida como o percentual de visitantes do site ou cliques em campanhas que se transformam em Leads, bem como a proporção de Leads que evoluem para negócios concretizados.

No contexto empresarial, o acompanhamento dessa métrica é crucial para a otimização de estratégias de Marketing e Vendas. 

Acompanhar esses índices no médio prazo pode ajudar a empresa a ter uma previsibilidade em relação ao volume de acessos/cliques necessários para gerar um determinado número de Leads. Da mesma forma, qual volume de Leads é necessário para alcançar a meta de negócios fechados, por exemplo. 

7. Metas

O acompanhamento de metas é um aspecto fundamental na gestão de qualquer empresa e elas podem variar de acordo com a área de atuação.

Por exemplo, no Marketing, as metas podem estar relacionadas ao número de Leads gerados, à taxa de abertura e aos cliques em emails. Já na área comercial, as metas frequentemente envolvem o volume de propostas enviadas e o número de negócios efetivamente fechados.

Integrar essas metas em dashboards proporciona uma visibilidade clara dos objetivos definidos, facilitando o acompanhamento contínuo do progresso em direção a essas metas ao longo do tempo. 

Esse monitoramento constante é essencial, pois permite identificar precocemente se os objetivos estabelecidos estão sendo alcançados ou se há necessidade de ajustar estratégias para garantir que as metas sejam atingidas.

📖 Leia também: Métricas de marketing: o que são, quais são as mais relevantes e quais realmente medem o sucesso do negócio

Como criar um Marketing dashboard?

Para garantir insights valiosos para você e a sua empresa, é possível criar um Marketing dashboard de maneira simples:

1.Defina seus objetivos

Antes de começar, é importante olhar para o seu negócio e compreender o que se espera ao adotar uma ferramenta de acompanhamento de dados. Dessa forma, alinhe junto ao seu time quais são os seus principais objetivos para o momento. 

Por exemplo: se a sua empresa tem como objetivo aumentar as vendas e o time de Marketing precisa entregar um número maior de Leads qualificados, será importante acompanhar o número de Leads gerados e a porcentagem desses contatos que é qualificada.

2. Escolha as ferramentas e métricas para o seu negócio 

Com objetivos bem definidos e um planejamento em mãos, é possível definir quais são as métricas mais relevantes para o seu negócio neste momento.

Dessa forma, também é possível escolher a ferramenta que consiga te entregar os dados necessários. Algumas disponíveis no mercado são: 

3. Teste e ajuste

Após realizar as configurações iniciais, é importante testar com a sua equipe para garantir que o Marketing dashboard atenda o seu objetivo.

Pensando no uso estratégico de dados, menos é mais. Portanto, é importante refletir sobre quais perguntas os dados selecionados respondem e quais decisões podem ser embasadas neles. Se o indicador não traz respostas e não gera perguntas, ele provavelmente não deveria estar ali.

Quer entender as possibilidades que uma ferramenta de Marketing dashboard oferece? Veja agora uma demonstração do RD Station Advanced.

Exemplo de Marketing dashboard

Atualmente, existem diversos exemplos de dashboards utilizados para diferentes nichos. A seguir, conheça algumas possibilidades que você pode levar para a sua empresa.

RD Station Marketing

Dentro do universo do Marketing Digital, é importante acompanhar o seu funil de Marketing e Vendas. E o dashboard do RD Station Marketing traz esses dados de forma visual e prática.

Os dados são sincronizados uma vez ao dia e a ferramenta foi projetada para simplificar a visualização de performance e, a partir disso, gerar conversões. Se você quiser saber mais ou entender como esse dashboard funciona na prática, faça um teste gratuito do RD Station Marketing!

marketing dashboard do RD Station Marketing

Além do funil, esse Marketing dashboard também apresenta as seguintes informações na página inicial da ferramenta:

  • Últimas Conversões de Leads: mostra as mais recentes conversões de Leads em ordem cronológica.
  • Última Landing Page: informações sobre visitantes, taxa de conversão e Leads gerados pela última Landing Page publicada. Os dados de visitantes vêm do Google Analytics, enquanto a quantidade de Leads é fornecida pelo próprio RD Station Marketing.
  • Última Campanha de Email: principais métricas e taxas de conversão da última campanha de email enviada.
  • Páginas mais Acessadas: apresenta as cinco páginas mais visitadas do mês em análise, com indicadores de performance em comparação com o mesmo período do mês anterior.

Dashimob

Outro exemplo, desta vez aplicado ao mercado imobiliário, é o Dashimob, uma ferramenta  desenvolvida pela CUPOLA.

Esta plataforma auxilia profissionais do setor imobiliário com painéis especializados em Locação, Venda e Marketing Imobiliário. Cada um com uma seleção exclusiva de indicadores estratégicos, demonstrando a importância de personalizar os dados exibidos para sua realidade.

Confira as características de cada um dos dashboards desta ferramenta:

  • Marketing: nesse painel, é possível monitorar dados do site e campanhas de mídia digital em tempo real, incluindo acessos, origem e conversões. Também é possível acompanhar resultados de campanhas no Google Ads e Meta Ads, cobrindo cliques, impressões, conversões, palavras-chave mais efetivas, Leads, mensagens e visualizações de página de destino. 
  • Locação: inclui indicadores como ICCA (captação de imóveis), INCA (proporção de imóveis alugados pela primeira vez), TRID (percentual de realuguel), IDPCA (imóveis desocupados retirados), além da porcentagem de contratos inadimplentes e o CAC (Custo de Aquisição do Cliente). 
  • Venda: aqui, são disponibilizados indicadores como o Índice de Afinidade do Imóvel, Giro de Estoque, Idade do Estoque, Taxa de Conversão de Leads em Propostas, TMCN (Taxa Média de Comissão Negociada) e o CAC sem comissão, juntamente com o CCC (Custo Cadeira do Corretor).

Este é um exemplo de como o Marketing dashboard pode ser adaptado para a necessidade do seu negócio. Saiba mais sobre o Dashimob e solicite uma demonstração para entender esse conceito de forma imersiva.

Personalize seu Marketing dashboard

Além dos exemplos acima, de Marketing dashboards prontos e automatizados, também é possível criar o seu, de acordo com as necessidades do seu time ou setor.

Um exemplo é o próprio RD Station Marketing que, no plano Advanced, permite criar painéis avançados. Dessa forma, é possível saber exatamente quais ações de Marketing dão mais retorno e tomar decisões com base em dados confiáveis.

A seguir, veja como é fácil adicionar um indicador de desempenho nesse dashboard. E se você tem interesse, mas ainda tem dúvidas, pode solicitar o contato de um especialista RD Station e entender qual é a melhor opção para você e seu time.

marketing dashboard personalizado do RD Station Marketing
Janile Ramos

Janile Ramos

Quem escreveu este post

Janile Ramos é Jornalista e Especialista em Inteligência de Dados no Dashimob, ferramenta de gestão de dados da CUPOLA, Hub de Inteligência para empresas do mercado imobiliário, que oferece soluções em Marketing, Consultoria, Educação e Tecnologia para imobiliárias e incorporadoras de todo o Brasil.

Veja também

Marketing
Criatividade que vem dos dados: como melhorar sua estratégia com foco nos usuários
Marketing
Políticas de ESG: o que é e como colocar em prática na sua empresa?
Marketing
Jornada de compra no segmento de Educação: como se relacionar com seus potenciais alunos