Como vender online? Veja um passo a passo completo para ter mais resultados na internet

Veja o que é preciso fazer para que a sua empresa consiga vender pelos meios digitais com consistência e recorrência

Pagar.me
Pagar.me2 de maio de 2023
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

Ter um negócio online é uma estratégia muito utilizada para quem quer garantir uma segunda fonte de renda ou, até mesmo, trabalhar por conta própria e entrar no universo do empreendedorismo.

Você está prestes a dar esse passo? Então, neste artigo, você descobre como vender online no seguinte passo a passo:

  1. O que vender?
  2. Para quem vender? 
  3. Onde vender?
  4. Como precificar meus produtos?
  5. O que fazer para conquistar clientes?
  6. Como receber pelas vendas?
  7. E a entrega dos pedidos?
  8. Como fazer o meu negócio crescer?
RD Station

Aprenda o que realmente importa em Marketing Digital e Vendas com quem entende de verdade

Mais de 200 mil pessoas já se desenvolveram com os cursos da RD University. Comece agora você também!

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Passo 1: O que vender online?

A primeira decisão que você precisa tomar para vender online é escolher o que vender. É possível comercializar produtos ou, até mesmo, serviços e conhecimentos que você tenha, nesse segundo caso, por meio de infoprodutos, como cursos, livros etc.

Se você já faz algum tipo de produto com as próprias mãos, já pode pular para o passo seguinte. Mas, se ainda precisa encontrar o que vender online, vamos nos aprofundar um pouco.

Atualmente, é muito fácil começar a vender qualquer coisa online, porque há muito conteúdo disponível, bem como ferramentas e fornecedores. Mas a parte desafiadora também é essa, acaba que muita gente está com o mesmo objetivo que você. Ou seja, a concorrência é grande.

Por isso, no momento de escolher o que vender, é preciso buscar algo que você já tenha familiaridade ou afinidade, para garantir que goste do que faz e que se torne um especialista no setor. É importante também avaliar criticamente negócios que já vendem algo similar, para desenhar estratégias para se destacar da concorrência.

Pode ainda ser interessante pensar em criar um negócio de nicho. Assim, as chances de alcançar o público são maiores.

Por exemplo, ao invés de criar um ecommerce de roupa generalista, que vai concorrer com grandes players já consolidados no mercado, pode ser bacana vender moda praia.

Quanto aos fornecedores, você pode encontrar diversas indústrias que podem te fornecer as peças. É importante pesquisar bastante, buscar referências das marcas e investir naquelas que apresentam boa qualidade e flexibilidade para pagamento, garantindo a satisfação dos seus clientes e um fluxo de caixa saudável.

Passo 2: Para quem vender?

Diretamente relacionado com os produtos, é preciso entender quem é o seu público. Muitos empreendedores de primeira viagem acham que “vender para todo mundo” é o que vai fazer o negócio ter sucesso.

Mas é muito mais estratégico entender quem é o público-alvo do seu negócio para saber quais canais de venda são os mais indicados e onde marcar presença para ganhar relevância.

Para conhecer os potenciais consumidores, vale fazer conversas, pesquisas e entrevistas com pessoas do seu ciclo de amizade que possam ter afinidade com o negócio que você está abrindo.

Um segundo passo é fazer o desenho da sua persona, que é um personagem semi fictício com características reais que vão além de dados demográficos. 

Com a persona criada, será muito mais fácil saber a linguagem ideal para se comunicar com seu público, quais são as duas dores e necessidades e de que forma os seus produtos e serviços podem ajudar a sanar essas questões.

Como vender online
Foto de Bench Accounting na Unsplash

Passo 3: Onde vender online?

A principal dúvida que gira em torno de como vender online é em relação ao canal mais adequado para expor os produtos e efetivar as vendas.

É possível criar o próprio ecommerce por meio de um site, vender em marketplaces já existentes ou, ainda, se posicionar nas redes sociais.

Cada uma dessas opções tem vantagens e desvantagens, mas a boa notícia é que um canal não exclui o outro. Então, você pode optar por se posicionar nos mais estratégicos para a realidade do seu negócio.

Site

O site próprio garante muito mais personalização e reconhecimento de marca no longo prazo. No entanto, exige maior comprometimento e entrega do empreendedor para aprender a configurar cada uma de suas etapas.

Para vender online com um site, é preciso contratar uma plataforma de ecommerce e fazer a integração com outros serviços, como gateway de frete e meio de pagamento.  Também é necessário toda a personalização de layout, fotos e descrições dos produtos.

Marketplace

Já o marketplace é ideal para começar vendendo bem e surfando no reconhecimento de marca do site pré-existente, mas, para isso, um percentual maior de vendas é deixado como comissão.

Vale lembrar ainda que é preciso subir todos os produtos no site e fazer o controle de estoque para evitar a frustração dos clientes. Caso você opte por vender em mais de um marketplace, pode ser interessante contratar um integrador, que faz toda essa gestão e controle de pedidos em um único lugar.

Para vender por esse canal ainda é preciso ter um cálculo de precificação extremamente preciso. Isso porque o marketplace é um espaço muito competitivo em termos de preço.

Caso o seu preço esteja mais baixo que o da concorrência, você pode vender mais, mas ter prejuízo financeiro. Já se o seu valor for mais elevado, as vendas ficarão paradas.

Redes sociais

Por fim, as redes sociais também são uma maneira de alcançar o seu público-alvo com maior facilidade, mas não contam com tantos recursos profissionais para realizar a venda de fato, como a integração com meios de pagamento e sistema de logística.

Ainda assim, é um canal muito relevante, sobretudo para quem está começando, para atingir novos públicos. Os recursos de vídeo, como é o caso do Reels, entregam organicamente as postagens para as pessoas que têm interesse no seu negócio, o que facilita e torna mais barata a aquisição de novos clientes.

Analise os prós e contras de cada uma dessas opções e pondere também onde o seu público-alvo se encontra, esse é o principal fator para nortear a sua escolha. Uma boa oportunidade é usar o link na bio do seu Instagram, como mostra a imagem abaixo.

Link na bio - como vender online
Tela mostrando a funcionalidade de link na bio do RD Station Marketing

Passo 4: Como precificar meus produtos?

Muitos negócios, sejam físicos ou digitais, acabam fechando nos primeiros anos de funcionamento por seus gestores não saberem precificar corretamente os produtos.

Vale lembrar que os preços precisam ser equilibrados para competir com a concorrência e, ainda assim, garantir uma margem de lucro saudável para o funcionamento do negócio.

Existem diversas estratégias para precificação de produtos. Entenda como precificar corretamente para vender online em:  Como fazer a precificação de produtos no seu negócio?

Passo 5: Como conquistar clientes?

Depois de estruturar toda a sua estratégia de negócio e canais de venda, o trabalho está só começando! É pouco provável que o seu negócio consiga clientes organicamente através da busca do Google nos primeiros meses de existência. 

Por isso, é importante investir em estratégias de divulgação.

Pode ser com produção de conteúdo em redes sociais, promoções, parceria com influenciadores ou outros negócios, entre outras ações.

Mas, pensando a longo prazo, é essencial produzir as páginas do seu site pensando no tráfego orgânico. Para isso, você deve aprofundar seus estudos em SEO para ecommerce.

Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca, são estratégias voltadas para trabalhar uma palavra-chave em cada página do seu site.

Assim, quando um potencial cliente busca por um termo no Google, o seu site terá mais chances de aparecer para ele de forma orgânica. Dê uma olhada abaixo na funcionalidade de SEO do RD Station Marketing e saiba aqui como usá-la no seu negócio na página especial.

https://www.rdstation.com/wp-content/uploads/2022/08/04-otimizacao-de-paginas.mp4

Passo 6: Como receber pelas vendas?

A parte mais complexa de como vender online, sem dúvida, é receber pelos pedidos com segurança. A primeira questão é que é preciso disponibilizar diversas formas de pagamento, como cartão de crédito, boleto bancário, Pix, voucher, entre outras opções.

Os clientes não se sentem seguros ao fazer uma transferência nominal. É preciso ter o CNPJ da empresa e viabilizar os pagamentos de maneira segura e correta.

Ainda vale destacar que o meio digital é alvo frequente de golpes e fraudes, com phishing, clonagem de cartão e vazamento de dados. Por isso, para vender nesse ambiente, é importante contar com um meio de pagamento para profissionalizar o negócio.

O meio de pagamento é a tecnologia responsável por intermediar pagamentos digitais. Para isso, usa criptografia de dados como camada de segurança e precisa de homologação do Banco Central, bandeiras de cartão e do PCI Security Standards Council, que é o órgão internacional que regula vendas por cartão.

Se você optar por vender somente em marketplaces, a plataforma já disponibiliza o meio de pagamento. E, caso você opte por vender diretamente em redes sociais, é possível contar com o link de pagamento, que também é disponibilizado pela tecnologia de pagamento.

Passo 7: E a entrega dos pedidos?

O processo de separação, embalagem, envio e entrega dos pedidos também merece um cuidado redobrado.

Pedidos enviados na cor ou modelos errados, com atrasos na entrega ou danificados no transporte geram insatisfação no consumidor e prejuízo financeiro para o seu negócio. Por isso, é importante dedicar estudo e atenção nesses processos.

É essencial disponibilizar para o cliente mais de uma opção de parceiro logístico. Assim, o próprio consumidor pode escolher aquele que apresenta o melhor custo-benefício, de acordo com as suas necessidades.

Vale buscar referências dessas empresas e sempre alinhar prazos realistas com o consumidor. É melhor colocar um prazo mais largo e melhorar a experiência do cliente entregando mais rápido, do que prometer um prazo muito curto e frustrar essa entrega.

Quanto ao processo de embalagem, atente-se ao tamanho da caixa enviada. Parte da composição do preço do frete envolve a cubagem. Sendo assim, se você usa uma embalagem maior do que a necessária, o preço do frete sobe para o consumidor final - o que pode levá-lo a desistir da compra.

Além disso, capriche na proteção do pedido, sobretudo se ele for composto de itens frágeis, garantindo que nada chegue danificado até o seu cliente.

Passo 8: Como fazer o meu negócio crescer?

Depois de colocar a sua operação em funcionamento, é importante pensar em estratégias para fazer o seu negócio crescer. Essa é uma preocupação relevante desde o primeiro dia da sua empresa.

A principal maneira de ter sucesso com vendas digitais e alavancar o negócio é acompanhar os resultados constantemente, aprender com os erros e recalcular a rota quando necessário.

Então, estipule metas e KPIs, monitore-os constantemente e implemente melhorias contínuas.

Parte importante disso também é ouvir o feedback dos clientes. Se eles não vierem espontaneamente, vale enviar uma pesquisa de satisfação por e-mail ou, até mesmo, mandar uma mensagem no WhatsApp perguntando como foi a experiência.

Esse é o passo a passo básico de como vender online. Se você quer aprofundar os seus conhecimentos, baixe o eBook Guia do E-commerce do Pagar.me, nele você vai descobrir todos os detalhes para empreender no digital, desde como abrir um CNPJ até as principais métricas de sucesso que deve avaliar.

Como vender online - Curso RDU

Este artigo foi escrito por Letícia Fernandes, Analista de Marketing Institucional do Pagar.me. O Pagar.me é a tecnologia de pagamento digital e omnichannel do Grupo StoneCo., que viabiliza soluções de pagamento para negócios digitais, como Split de Pagamento, Compra Com Um Clique, Retentativa de Pagamento e todas as formas de pagamento necessárias para o aumento da conversão de venda dos negócios.

Pagar.me

Pagar.me

Veja também

Marketing
Quais os livros de Customer Success que os especialistas da RD indicam?
Marketing
Como otimizar infográficos para a estratégia de SEO
Marketing
Marketing de Conteúdo para advogados: a importância da produção intelectual na advocacia