Notícias da Semana: como o Google está lidando com o coronavírus

A responsabilidade de trazer informações precisas e confiáveis ficou ainda maior em tempos de pandemia

Bruno Volpato
Bruno Volpato13 de março de 2020
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

A semana foi pesada para todos nós com o avanço do coronavírus pelo mundo, incluindo novos casos no Brasil. A mensagem que deixamos para você no post de notícias de hoje é que se cuide e, caso possa, ajude aquelas pessoas que estão no grupo de risco (idosos, cardíacos e com a saúde debilitada). É o que mais importa.

Vale também aproveitar o que a tecnologia nos oferece de bom, como a possibilidade de estarmos próximos mesmo à distância, além de podermos saber como outros países lidaram com a doença para estarmos mais preparados por aqui. Estamos todos juntos nessa - e vamos sair juntos, também. :)

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba toda sexta-feira os melhores conteúdos e as notícias mais relevantes da semana em seu email

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Como o Google está lidando com o coronavírus

Em tempos de incerteza e medo, corremos em busca de informações para tomar decisões. Assim está sendo, para muita gente, o começo de 2020, com o surgimento do coronavírus. Na semana passada, inclusive, falamos aqui de infodemia, termo usado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para designar o excesso de informações sobre a agora pandemia.

Já há muitos anos, quando quer se informar sobre alguma coisa, boa parte da humanidade recorre ao Google. Agora, com o coronavírus, não seria diferente. Assim, o mecanismo de busca tem uma enorme responsabilidade de entregar conteúdo de qualidade e confiável, já que quem está fazendo a busca pode ser de um grupo de risco ou mesmo já ter sintomas.

Quando é feita uma pesquisa direta por “coronavirus” ou “covid 19”, por exemplo, aparece a seguinte sequência de resultados:

google coronavírus

Por ordem: um alerta de SOS para mostrar que é um tema urgente com SERP diferenciada; principais notícias de portais jornalísticos com reputação séria; sites oficiais de governos e da OMS para informações confiáveis; um mapa com as áreas mais afetadas do mundo; e mais links de sites com boa reputação ao final.

Em um email enviado a todos os funcionários, e depois transformado em post, o CEO do Google e da Alphabet, Sundar Pinchai, deu o tom do momento:

Este é um momento sem precedentes na nossa história, mas é importante encarar a situação com calma e responsabilidade, cientes de que muita gente conta conosco.

E no YouTube?

Os países mais afetados também já estão recebendo atenção especial no YouTube, do qual o Google é dono. Aqui vale um adendo: a plataforma enfrenta há muito tempo um problema sério em relação a desinformação e vídeos que tentam deliberadamente enganar quem os assiste. Por isso, está recebendo atenção especial.

O YouTube também está direcionando os usuários que fazem buscas para páginas com informações confiáveis, como a da OMS. Mais importante: está derrubando vídeos que promovem fake news e tratamentos milagrosos, em detrimento da prevenção. Não custa lembrar: o coronavírus ainda não tem vacina nem cura, por isso lave bem as mãos.

lavar as mãos

Outra medida ligada à informação foi o crédito de 25 milhões de dólares em anúncios nas diversas plataformas do Google, incluindo para promoção de vídeos, para a OMS, governos de países afetados e ONGs. Dessa forma, será possível levar mais informação sobre prevenção e contenção do coronavírus conforme ele for se espalhando.

Por fim, como é um tema sensível, a monetização de vídeos sobre a doença havia sido cortada por completo, justamente para evitar exploradores do medo das pessoas. Aos poucos, produtores de conteúdo com alta reputação e que fizerem materiais sérios e com pesquisa poderão novamente ter anúncios inseridos.

Home office durante a pandemia

Outra ação do Google foi disponibilizar as ferramentas avançadas do Hangouts para todos os clientes do G Suite. Nos países afetados, as empresas já estão estimulando seus funcionários a trabalharem de casa sempre que possível, pois a diminuição do contato direto é fundamental para minimizar a disseminação do coronavírus.

me and my coworkers logging into all of our meetings remotely for the next couple of weeks pic.twitter.com/fpOYiHJLcl

— isha (@ikasliwal) March 9, 2020

Como dissemos na abertura da newsletter, a melhor da tecnologia pode ser usado para unir as pessoas, mesmo que à distância. Outro exemplo legal é do jornal New York Times, que abriu todo seu conteúdo sobre o coronavírus, mesmo para quem não é assinante, no momento em que os Estados Unidos deve ver crescer o número de casos.

Também como dissemos, vamos enfrentar tudo isso juntos. Assim, cabe a cada um de nós pensar como pode ajudar a diminuir o número de casos, mesmo nos nossos microcosmos familiares e profissionais. Ou, em se tratando do coronavírus, de nós mesmos, cuidando da higienização. Vamos nessa! :)

Links relacionados:

RD lança eBook sobre WhatsApp

Lido e engajado com sucesso: saiba como conquistar clientes e otimizar vendas através do WhatsApp! Nesta semana, lançamos um novo eBook com objetivo de te ajudar a fazer mais vendas pelo aplicativo de mensagens mais popular do Brasil. E o material é gratuito!

O eBook Como usar o WhatsApp em estratégias de Marketing Digital traz dicas acionáveis de configuração e integrações. Mostra ainda como gerar Leads e se relacionar com seus clientes, agilizando o fechamento de novos negócios. Acesse!

Como usar o WhatsApp em estratégias de Marketing Digital

Acesse este eBook e descubra uma série de estratégias com foco em geração de vendas que quase nenhuma empresa está colocando em prática!

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.
Bruno Volpato

Bruno Volpato

Quem escreveu este post

Jornalista com mais de 10 anos de experiência em portais de notícias, blogs, assessoria de imprensa e redes sociais. Hoje sou editor deste blog e produtor de conteúdo na RD, além de fazer uns bicos de ator nas redes sociais da firma.

Veja também

Notícias
Conheça speakers da trilha de Marketing Avançado do Hostel by RD Summit 2020
Notícias
4 motivos para educar o seu cliente com Marketing Digital
Notícias
Diversidade & Inclusão nas empresas: que tal avançarmos nessa estratégia?