Saiba quais são as 5 coisas que não podem faltar no seu relatório de Marketing e Vendas

Esse documento é a bússola que indica se a equipe está no caminho certo ou não, e quais ações precisam ser realizadas para fazer a empresa se desenvolver

Reportei
Reportei7 de março de 2023
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

Não é novidade que o relatório de Marketing e Vendas é parte essencial de qualquer projeto de Inbound Marketing. Afinal, é por meio dele que os analistas acompanham se as estratégias digitais geram os resultados esperados, extraem insights para ações futuras e alinham as expectativas junto ao cliente.

Mas com tantas métricas disponíveis nos canais trabalhados, às vezes é um desafio elaborar relatórios que sejam realmente eficientes e engajem o decisor nas soluções propostas, não é mesmo?

Por isso, preparamos este artigo não só para falar sobre a importância de reportar os resultados regularmente para o cliente, como também dar 5 dicas essenciais sobre a criação de relatórios de Marketing e Vendas, e indicar ferramentas que podem ajudar no processo. Acompanhe a seguir!

RD Station

Acompanhe os dados de suas ações de Marketing Digital e faça otimizações

Com o RD Station Marketing, você cria campanhas completas, recebe relatórios, faz análise de canais e define as etapas do seu funil baseado em dados! Faça um teste gratuito de 10 dias.

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Qual é a importância de gerar bons relatórios de Marketing e Vendas para seus projetos

Para começar, precisamos falar sobre o impacto dos relatórios de Marketing e Vendas para o sucesso dos projetos de Inbound Marketing

Esse documento, que reúne os resultados de todas as estratégias adotadas no funil de vendas, é a bússola que indica se a equipe está no caminho certo ou não, e quais ações precisam ser realizadas para fazer a empresa se desenvolver ainda mais. Em suma, ele deve conter:

  • os resultados gerais e específicos de cada área, alinhados aos objetivos do negócio;
  • uma análise de impacto de Marketing em Vendas, e vice-versa;
  • propostas de soluções para o futuro, de forma que as áreas se desenvolvam de maneira integrada.

Além disso, ele permite que o decisor acompanhe de perto a evolução do projeto e os planejamentos futuros, mantendo o alinhamento entre as partes envolvidas e o olhar direcionado para o objetivo do negócio.

No entanto, chegar a um modelo de relatório que seja realmente eficiente na demonstração dos resultados nem sempre é fácil, principalmente porque envolve a captação e análise de métricas de diferentes mídias sociais e ferramentas de automação.  

Ou seja, mais do que falar dos dados, é necessário encontrar a conexão entre eles e entender como cada parte colabora para o todo, buscando soluções que ajudem a contornar cenários negativos ou aprimorar as estratégias que levam ao crescimento do cliente. Desafiador, certo?

A princípio, pode parecer mesmo. Mas não se preocupe: existem maneiras práticas de criar relatórios que sejam claros, objetivos e fontes de bons insights para qualquer projeto de Inbound. É o que veremos nas 5 dicas a seguir!

>> Assista abaixo a um vídeo com especialistas ensinando a definir objetivos e escolher as métricas certas de Marketing e Vendas:

5 dicas essenciais para o relatório de Marketing e Vendas

Antes de tudo, é importante destacar que cada projeto é único e, consequentemente, seus relatórios também devem ser. 

No entanto, existem algumas estruturas que ajudam a direcionar as análises para as informações mais relevantes, manter a apresentação objetiva e a enxergar oportunidades de melhoria com mais clareza. 

É exatamente esses pontos que os tópicos a seguir abordam. Vamos lá?

1. Foco no objetivo do cliente

Como dissemos acima, cada projeto tem suas particularidades e um propósito que precisa ser atingido pelo cliente. Normalmente, esse objetivo está alinhado às vendas, geração de oportunidades de negócio, aumento da taxa de conversão no fundo do funil, entre outros.

Por isso, ao criar um relatório de Marketing e Vendas, deve-se sempre usar como ponto de partida os resultados mais impactantes para o negócio e as metas definidas para as equipes envolvidas. 

Ou seja, trata-se de inverter o funil de vendas e trilhar o caminho do fundo ao topo, mostrando o que o cliente conquistou e o que o fez chegar até ali. 

Isso ajudará você a fazer uma análise mais eficiente de cada canal, obter novas ideias com mais facilidade e prender a atenção do decisor ao apresentar o relatório.

2. Definição das métricas mais importantes para o projeto

O relatório de Marketing e Vendas pode conter inúmeras métricas sobre cada canal utilizado nas estratégias. Porém, nem todas elas são relevantes para apresentar ao cliente e para extrair insights

Sendo assim, ainda pensando no objetivo do negócio, é preciso listar quais são os dados gerais e KPIs que demonstram os impactos das mídias e ferramentas, além da eficiência dos times comercial e de marketing.

Essas métricas são o termômetro para indicar se o projeto está no caminho certo. A partir delas, outras ramificações são criadas para detectar problemas ou oportunidades mais específicas.

Por exemplo, se a taxa de conversão de ads for uma métrica definida como relevante e estiver baixa, ela será o ponto de partida para investigar a segmentação da campanha, qualidade dos criativos, possíveis melhorias na Landing Page, entre outras questões.

relatório de marketing e vendas

3. Análises claras e objetivas

Com as métricas mais relevantes definidas, chegamos a uma das partes mais importantes de qualquer relatório de Marketing e Vendas: as análises. Afinal, o documento não deve ser feito só de números e taxas de crescimento/queda, mas também da interpretação clara desses dados.

Portanto, para ser mais eficiente nesse quesito, o ideal é:

  • antes de tudo, levar em consideração o nível de conhecimento de quem vai ler o relatório e o nível de detalhamento necessário;
  • abordar o contexto que levou a esse resultado. Por exemplo, se foi veiculada alguma campanha específica no mês, se houve impacto de sazonalidade, entre outros;
  • alinhar todas as análises à meta e objetivo do cliente, sem se apegar tanto a dados individuais – que, sozinhos, podem não dizer muito coisa;
  • evitar repetições de números ou taxas que já aparecem no documento, focando no porquê desses resultados positivos ou negativos.

Tudo isso fará com que o relatório mantenha a objetividade e seja mais fácil de entender, mas sem deixar de entregar informações completas sobre o andamento do projeto. 

4. Storytelling para explicar os dados

Outro ponto essencial para um bom relatório de Marketing e Vendas é saber como contar a história do projeto por meio dos dados. 

O storytelling é uma forma eficiente de criar narrativas e envolver o público em histórias interessantes, muito utilizado como recurso para construção de marcas e campanhas, por exemplo. 

No entanto, ele pode ir muito além da produção de conteúdo, tornando-se uma ferramenta essencial para a apresentação de relatórios eficientes, que engajem o decisor e mostrem como cada métrica, mídia e ação ajudam a construir o melhor enredo para a empresa.

Tudo isso que falamos acima – sobre o funil invertido, a definição de métricas e as análises – ajuda nesse processo e é um bom começo para usar storytelling com dados.

5. Propostas de ações para o futuro

Como toda boa história que é contínua, os relatórios não podem terminar apenas no relato do que aconteceu e resultados dessas ações. É preciso ter um gancho que chame a atenção para o futuro do projeto.

Ou seja, propostas de ações que estejam alinhadas aos dados apresentados, ao contexto do cliente e aos próximos passos que ele deseja alcançar. 

Isso permitirá que novas ideias sejam extraídas a partir dos resultados, todas as partes envolvidas estejam na mesma página e que as equipes de Marketing e Vendas sempre cooperem em prol do objetivo final. 

Quais ferramentas podem ajudar no relatório de Marketing e Vendas?

Seguir as dicas acima já é um passo e tanto para gerar relatório de Marketing e Vendas com maior eficiência. Mas existem ferramentas que ajudam ainda mais no processo, como é o caso do Reportei, plataforma que automatiza a geração de relatórios de redes sociais, canais de mídia paga e diversas outras ferramentas relacionadas ao Inbound Marketing.

Basta integrar as redes necessárias e, em poucos segundos, ter todas as métricas em mãos para apresentar à equipe e aos clientes. 

Com isso, você ganha maior produtividade no processo e pode se dedicar ao que mais importa: análises completas de cada canal e como eles se complementam para atingir o objetivo do projeto. 

Viu como criar relatórios de Marketing e Vendas não precisa ser um bicho de sete cabeças? Agora é só colocar a mão na massa e usar as nossas dicas para alavancar ainda mais os resultados dos seus clientes!

Template de Relatório Mensal de Marketing Digital

Use esse modelo de relatório e apresente para a empresa os dados que realmente importam!

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Participe do RD Explora e saiba como colocar em prática!

Se você é um líder de Marketing e quer dar o próximo passo na sua estratégia, participe do RD Explora.

A primeira edição de 2024 está marcada para o dia 22/02, às 10h, quando nossos especialistas vão te mostrar como bater metas com a análise dos seus dados de Marketing Digital.

Vai ser a sua chance de conhecer casos de uso e entender como sua operação pode ser mais eficiente com o RD Station Marketing. Clique aqui e garanta a sua vaga gratuitamente!

Reportei

Reportei

Veja também

Marketing
Link na Bio: passo a passo para criar, editar e incrementar seu perfil
Marketing
15 alternativas à mídia paga para distribuição de conteúdo e geração de Leads
Marketing
Agência de Marketing Digital: como escolher a ideal para o seu negócio [+ as 16 melhores]