O que é Taxa de Rejeição (Bounce Rate) e por que isso é importante

Ricardo Palma
Ricardo Palma1 de novembro de 2012
Lançamento dos Panoramas de Vendas 2024

"Taxa de Rejeição" é um termo que, por si só, assusta muitas pessoas que ainda não tiveram um contato mais próximo com Web Analytics.

Apesar de muita confusão e muita gente não entender de fato o que ela representa, é uma métrica importantíssima para avaliar a eficácia das ações de Marketing Digital e um importante input para saber o que otimizar, onde otimizar e como otimizar.

Neste post, você descobrirá o que é a taxa de rejeição, como ela é medida, por que ela ocorre e ainda algumas dicas para diminuí-la.

eBook “Web Analytics na prática”

Como mensurar seus esforços em Marketing Digital e identificar as principais oportunidades de melhorias

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

O que significa Taxa de Rejeição

A taxa de rejeição, ou Bounce Rate, é um número expresso em porcentagem e indica quantos visitantes acessaram uma única página do site de sua empresa e em seguida saíram, sem continuar a navegação em uma próxima página. Cada vez que isso acontece, é contabilizada uma rejeição.

Essa definição não é absoluta e pode variar de ferramenta para ferramenta. No entanto, é a forma utilizada pelo sistema mais utilizado em Web Analytics no mundo, o Google Analytics.

É importante não confundir taxa de rejeição com taxa de saída. Ambas possuem significados e impactos diferentes. A taxa de rejeição só acontece quando uma pessoa acessa apenas uma página do site. A taxa de saída é uma métrica para mostrar quantas pessoas estão abandonando o site a partir de determinada página, independentemente dessa ser, ou não, a primeira página visitada do site.

Por que é importante acompanhar a Taxa de Rejeição

Todas as empresas devem possuir objetivos específicos em seus sites. Pode ser o download de um material, um pedido de orçamento, uma assinatura de newsletter ou mesmo uma compra no caso de e-commerce. E normalmente a realização desse objetivo exige ao menos um clique, o que quer dizer que quando há uma rejeição, entre outras coisas, o site não conseguiu conduzir o visitante ao objetivo.

Ao realizar o acompanhamento da taxa de rejeição, sua empresa consegue obter informações importantes sobre a eficácia dos calls to action e da mensagem, por exemplo, e então pensar em otimizações e planos de melhoria para reduzir a rejeição e possivelmente aumentar a conversão.

No caso do tráfego vindo do Google AdWords, a taxa de rejeição é ainda mais preocupante, pois uma alta taxa significa dinheiro desperdiçado em cliques e consequente aumento do Custo por Lead.

Além disso, o Google AdWords agora considera a taxa de rejeição no cálculo do índice de qualidade dos anúncios, ou seja, quanto maior a taxa de rejeição da página de destino dos anúncios, menor será o índice de qualidade e maior será o custo por clique da campanha.

Como medir a taxa de rejeição?

Muita gente está acostumada a olhar a taxa de rejeição do site como um todo. O problema é que esse número não mostra em detalhes onde está o problema e, por esse motivo, é difícil pensar em alguma ação corretiva.

Para um melhor entendimento da taxa de rejeição do site, é preciso uma análise mais minuciosa, como as que listamos abaixo.

Taxa de Rejeição dos Links de Terceiros

Neste momento, é interessante medir individualmente a taxa de rejeição dos principais sites que levam tráfego para sua empresa.

taxa de rejeição por fonte de tráfego

Geralmente nota-se que algumas fontes possuem desempenho muito melhor que outras. No caso das fontes que possuem baixa performance, vale a pena analisar mais profundamente por que isso está acontecendo, qual é a página que recebe essas visitas e qual o Call to Action que ela utiliza, etc.

Dependendo do caso, até é possível entrar em contato com o blog ou site que possui seu link e pedir para alterá-los, por exemplo.

Taxa de Rejeição das Palavras Chave

Se sua empresa aposta na criação de conteúdo para a geração de tráfego para o site ou blog, então deve preocupar-se com o desempenho das palavras chave que geram tráfego para o site.

Quando falamos em palavras chave, não limitamos apenas às buscas orgânicas, mas incluímos também as buscas pagas, no Google AdWords, por exemplo. Ambas as formas merecem ser analisadas e, a partir dessa análise, tomar ações específicas para reduzir a taxa de rejeição das palavras mais importantes.

taxa de rejeição por palavra chave

Há várias ações que podem ser realizadas para diminuir a taxa de rejeição por palavra chave. Uma delas é analisar e realizar testes A/B em suas Landing Pages para descobrir se há algum elemento limitando a conversão e, consequentemente, aumentando a taxa de rejeição.

Em nosso eBook sobre como mensurar e otimizar os canais de Marketing Digital, falamos mais sobre a análise de palavras chave e o impacto que isso tem sobre o Custo por Lead.

Outra ideia é ver se as páginas às quais os visitantes estão chegando via busca orgânica estão com bom conteúdo e bons Calls to Action, bem como se possuem um conteúdo bem adequado aquilo que o público alvo procura.

Taxa de Rejeição das páginas mais acessadas

A taxa de rejeição também deve ser analisada para cada uma das páginas mais acessadas do site de sua empresa.

Fazendo esse exercício, é possível perceber que existem páginas com muito tráfego e alta taxa de rejeição, o que acaba diminuindo um pouco do valor dessas páginas.

taxa de rejeição das páginas mais acessadas

Se ocorrer das páginas mais importantes da sua empresa apresentarem alta taxa de rejeição, vale a pena revisá-las para ver se o conteúdo está adequado ao público, se oferta (call-to-action) é atrativa e faz sentido ou mesmo para realizar testes A/B com a intenção de melhorar a métrica.

Taxa de Rejeição de Blogs

No caso dos blogs, deve-se tomar cuidado ao analisar a taxa de rejeição. Isso porque muitas pessoas visitam o blog periodicamente para ler o último artigo e em seguida saem, o que não quer dizer que não tenham gostado da página. Simplesmente já conhecem e acompanham o blog.

Para fazer a correta análise da taxa de rejeição de um blog, portanto, deve-se analisar a taxa de rejeição dos novos visitantes, ou seja, aqueles que nunca visitaram o blog anteriormente. Se essa taxa for alta, é preciso uma investigação mais profunda, para descobrir se os Calls to Action não estão sendo eficazes, se as palavras que estão trazendo tráfego estão bem relacionadas ao conteúdo e também se há oportunidades de criar vínculo com o blog de sua empresa, como assinando os posts por email, RSS, redes sociais, entre outros.

Ricardo Palma

Ricardo Palma

Veja também

Marketing
Agência de Marketing Digital: 3 dicas de como gerar valor para seu cliente com a BW8
Marketing
Display Planner: como planejar e criar campanhas automaticamente para a Rede de Display do Google
Marketing
Como criar um bom anúncio no Google Ads