Canonical tag: o que é, qual sua importância para SEO e como utilizá-la

Conhecer mais sobre a canonical tag pode fazer a diferença no volume de tráfego que seu site atrai por meio da busca orgânica

André Siqueira
André Siqueira16 de maio de 2018
Panoramas de Marketing e Vendas 2024

A canonical tag, ou tag canônica, tem um objetivo simples: em caso de conteúdos duplicados, ela indica qual o principal para os mecanismos de busca. O recurso é útil quando as páginas apresentam pequenas diferenças entre si.


Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

Quem trabalha com Marketing Digital muitas vezes precisa saber de alguns conceitos técnicos que parecem complicados. Isso é mais evidente em áreas como SEO, em que há uma série de detalhes que fazem a diferença.

Um item de bastante importância para o Google é a canonical tag. Conhecer mais sobre a aplicação dela pode fazer muita diferença no volume de tráfego que sua empresa atrai via busca orgânica.

RD Station

Use as funcionalidades de SEO do RD Station Marketing para aumentar seu tráfego orgânico

O RD Station Marketing é a melhor ferramenta para automação de Marketing Digital tudo-em-um para sua empresa. Ele tem funcionalidades de SEO como o Painel de Palavras-Chave da Semrush, além de fazer uma análise do seu site! Faça um teste gratuito de 10 dias.

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

O que é e como usar a canonical tag

A canonical tag, ou tag canônica, tem um objetivo simples: em caso de conteúdos duplicados, ela indica qual o principal para os mecanismos de busca. É um recurso útil quando as páginas apresentam pequenas diferenças entre si.

Para ilustrar, imagine que você cria uma Landing Page para cada campanha, seja de mídia paga ou nas redes sociais.

Como as páginas são muito parecidas, você pode escolher uma delas para ser a principal, utilizando a canonical tag para apontar para as outras, como na imagem:

Canonical Tag

Com isso, as ferramentas de busca entendem que essa é apenas uma versão da outra página e acabam transferindo a autoridade para a página principal.

Algumas ferramentas de Marketing Digital conseguem fazer esse apontamento de forma simples. Veja o exemplo abaixo de uma tela de configuração de Landing Pages do RD Station Marketing.

Canonical Tag

Outro caso que acontece bastante é o das cores de um produto. O nome do produto, a descrição, as funcionalidades, a categoria, tudo na página é igual. A única exceção normalmente é a imagem ou um pedaço mínimo de texto.

Nesse caso, a recomendação é escolher uma das cores e, nas outras, indicar com a canonical tag qual é a página (cor) principal.

Em muitos sites, o endereço também reflete a navegação do usuário e isso pode gerar conteúdo duplicado (e autoridade diluída).

Dois caminhos diferentes podem levar a uma página de conteúdos iguais:

Nesse caso a canonical tag para uma das opções também resolve.

Muitos desenvolvedores ou plugins configuram o site para usar a self canonical, na qual cada página, quando não incluída uma canonical tag específica para sua versão principal, faz o apontamento para ela mesma, como no blog da Resultados Digitais:

Canonical Tag

Essa prática não é obrigatória, mas indicada pelo Google, pois deixa mais claro para os mecanismos de busca qual é a página que realmente você gostaria de indexar.

Lembrando que o Google já consegue interpretar canonical tags entre domínios diferentes. Portanto é possível apontar exemplo.com para site.com.

Diferenças entre canonical tag e redirecionamento

A canonical tag e os redirecionamentos, como o 301, podem soar muito parecidos, mas há algumas diferenças entre eles.

Em primeiro lugar, no caso da canonical tag, os mecanismos de busca só atribuem autoridade para a página referencial caso entendam que a versão é realmente similar e que a tag faz sentido.

Além disso, as páginas que levam à principal continuam acessíveis para o usuário, ao contrário do redirecionamento.

Para saber mais sobre o assunto, leia o post O que é o Redirect 301 e por que ele é um bom amigo do profissional de Marketing.

O que não fazer com a canonical tag

O que recomendamos que não seja feito em termos de Canonical Tag é tentar manipular o Google.

Só faça redirecionamentos e uso da Canonical Tag para páginas que realmente tenham uma relação entre si, isto é, o conteúdo é igual ou um bom substituto.

O Google tem ficado cada vez melhor em perceber intenções manipulativas e esse tipo de prática pode prejudicar muito mais do que ajudar.

É importante fazer um bom redirecionamento de páginas e utilizar corretamente a Canonical Tag, mas há muitas outras ações de SEO para otimizar o seu site. Para continuar aprendendo, baixe gratuitamente o Guia do SEO e saiba tudo o que você precisa para ficar na primeira página do Google e atrair mais visitantes qualificados.

Guia completo do SEO - 4ª edição

Tudo para o seu negócio receber muito mais visitas de forma orgânica, sem investir em mídia paga!

  • Sua inscrição é gratuita
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.

* Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Post publicado originalmente em maio de 2012 e atualizado em maio de 2018.

André Siqueira

André Siqueira

Quem escreveu este post

Co-fundador da Resultados Digitais, líder de automação de Marketing na América Latina e nos 8 primeiros anos da empresa liderou a criação e escalada da área de Marketing, tida como referência no Brasil. Do Marketing partiu para uma nova unidade de negócios, focada no desenvolvimento de um produto de educação. Pela RD se tornou também Empreendedor Endeavor e recebeu os prêmios de Empreendedores do Ano pela Endeavor (2017) e pela Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios na categoria serviços (2015). Também foi eleito um dos Forbes Under30 em 2019. Formado em administração pela Universidade Federal de Santa Catarina, foi professor de marketing digital na pós gradução da PUC RS, Be Academy, Estácio (SC) e Sustentare. Também foi eleito o profissional do ano em Inbound Marketing três vezes consecutivas pelo Prêmio Digitalks (2016, 2017 e 2018).

Veja também

Marketing
Como reengajar uma base antiga de contatos de email?
Marketing
Mudança no feed de notícias do Facebook prioriza publicações de amigos e familiares
Marketing
Como reduzir o churn: veja 2 estratégias de nutrição com email para aplicar no seu negócio